Obra de ligação da rede da estrada Selma Wallauer com a que está sendo construída pela Prefeitura do outro lado da BR-470 foi realizada pela Corsan

O fim do problema da falta de água para a comunidade da Estrada Papa João XXIII e Morro dos Barretos, no Faxinal, está mais próximo. Nesta quarta-feira, 12, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) fez uma das etapas mais importantes para ampliação da rede até o local, que permitirá o acesso à água potável para cerca de 80 famílias da localidade. Para fazer a ligação da rede da Corsan na estrada Selma Wallauer com a que está sendo construída pela Prefeitura do outro lado da BR-470, foi necessário passar uma rede “por baixo” da rodovia. O trabalho, realizado com uma perfuratriz, teve investimento de R$ 87 mil pela Corsan.

Dona Adélia mostra um dos poços perfurados em sua propriedade que foi fechado por problemas na qualidade da água

Dona Adélia Machado Harter, 79, conta que convive com a falta de água potável há pelo menos 10 anos. A única opção é usar um poço cavado, que tem que ser abastecido pela Prefeitura no Verão, quando acaba secando. “Eu lavo a minha roupa toda na mão, pra economizar água. A gente gasta muito mais em produto, porque tem que colocar mais. É triste sem água”, afirma. A aposentada relata que já perfurou vários poços artesianos em sua propriedade, mas todos foram afetados por problemas na qualidade da água.

Vizinha de dona Adélia, Regina da Rosa Viana, 58, também enfrenta o problema hídrico. Ela conta que o poço que tinha em casa começou a secar há alguns anos, desde então a rotina teve que ser alterada para aprender a conviver com a escassez de água. “Nunca faltava água no meu poço, aí começou a secar. Agora não faz 15 dias que a Prefeitura veio trazer água com o caminhão pipa, mas já está quase seco de novo”, relata a moradora.

Poço de Regina já está quase seco menos de 15 dias após ser abastecido pela Prefeitura

A próxima fase da obra, que está sendo executada pela Prefeitura em parceria com a Corsan, é a conexão da nova estrutura à rede da Selma Wallauer, o que permitirá o último passo: a ligação dos canos às casas dos moradores. “A Prefeitura segue empenhada para, em sintonia com a Corsan, concluir esse processo o quanto antes”, prometeu o prefeito em exercício Cristiano Braatz, que acompanhou a realização dos trabalhos nessa semana. (WM)

Compartilhar

Deixe seu comentário