Maria Luiza Szulczewski, a Lica, diretora do Jornal Ibiá, recebeu o certificado pelo projeto. Foto: divulgação ADI

Projeto foi criado com intuito de valorizar e destacar o trabalho das montenegrinas

No último fim de semana, o projeto “Mulheres que Brilham”, desenvolvido pelo Jornal Ibiá, garantiu 2ª colocação no Prêmio ADI/Fecomércio de Excelência em Gestão 2021, no 23° Congresso dos Diários do Sul do Brasil, ocorrido em Canela, Rio Grande do Sul. O evento é promovido pela Associação dos Diários do Interior do RS, a ADI. No evento, também foram destacadas três reportagens no Prêmio de Excelência Editorial.

O projeto “Mulheres que Brilham” foi idealizado e iniciado em março de 2021, com o propósito de reconhecer e premiar mulheres cujas histórias e trajetórias de vida se destacam em vários setores do município, em alusão ao Dia Internacional da Mulher. No início do projeto, 55 lideranças entre vereadores, presidentes de sindicatos, associações comunitárias, clubes de serviço e diretores de escolas foram consultados em um questionário a respeito de quem mereceria o destaque em cada uma das categorias.

As três mulheres mais indicadas em cada setor foram para votação popular. Foram 33 mulheres indicadas em 11 categorias. Já com a votação encerrada, em apenas 15 dias foram 4.897 indicações, o que equivale a 7,4% da população montenegrina. Após resultados, o Ibiá publicou no impresso, portal e redes sociais, a trajetória de cada uma das vencedoras, com entrevistas ao vivo. Durante os quase três meses de realização, o prêmio Mulheres que Brilham dominou as redes sociais do Ibiá.

O projeto, que foi criado para reconhecer o trabalho de mulheres que se destacaram pelo seu espírito de liderança, empreendedorismo ou voluntariado, tomou grandes proporções não esperadas nem pela idealizadora, Maria Luiza Szulczewski, a Lica, diretora do Jornal Ibiá. “O projeto foi muito importante para nós do Ibiá e acredito que para a cidade também, porque nunca tinha sido feito algo neste sentido. Isso demonstra que havia em Montenegro uma carência no sentido de se reconhecer e valorizar o trabalho da mulher”, pontua.

A aceitação do projeto pela comunidade foi uma surpresa positiva. “Para nós, a repercussão foi surpreendente assim como o quanto as pessoas se envolveram. Não apenas as mulheres que concorreram, mas também a comunidade, tanto é que foram quase cinco mil votos em duas semanas”, destaca. A diretora já adianta: o projeto deve ter novas edições, agora, depois de premiado, com mais força do que nunca. “Este é um reconhecimento estadual a um projeto que já ultrapassou as barreiras da cidade e da região”, finaliza.

Prêmio ADI 2021
Excelência em Gestão

1º lugar: A Hora, com Pratas da Casa – Sandro Lucas
2º lugar: Jornal Ibiá, com Mulheres que Brilham – Maria Luiza Szulczewski
3° lugar: Jornal do Povo, com 1º Prêmio Agro Cachoeira – Marcio Vieira da Cunha

Excelência Editorial

1º lugar: Gazeta do Sul, com O que aprendemos em um ano de distanciamento – Pedro Garcia e Iuri Fardin
2° lugar: Gazeta do Sul, com Avanços e desafios do protagonismo das mulheres rurais – Caroline Garske Rosa
3° lugar: Folha do Mate, com Em coração de mãe sempre cabe mais um – Cassiane Rodrigues e Carlos Dickow

Deixe seu comentário