Schneider era proprietário da Madeireira Montenegrina, fundada por ele, o pai e o irmão na década de 70

Vítima de parada cardiorrespiratória, Schneider lutava contra um câncer há quase dez anos

Aos 71 anos, faleceu na amanhã desta sexta-feira, 25, o empresário montenegrino Atanázio Schneider. Com negócios ligados ao setor madeireiro, ele estava internado há cerca de dois meses no Hospital Unimed Vale do Caí, onde enfrentava uma batalha contra um câncer e sofreu parada cardiorrespiratória. Bastante conhecido em toda região, Schneider financiou, há quase 10 anos, a construção da Casa de Amparo Mão de Deus, um asilo que hospeda quase 100 idosos, muitos deles de baixa renda.

Natural de Brochier, Schneider era proprietário da Madeireira Montenegrina, fundada em 1979 ao lado do pai e do irmão. Ao longo da carreira de empreendedor, passou a constituir empresas no Norte do país. Em 2009, lançou um empreendimento de construção civil em Porto Alegre, conhecido como Bairro Planejado Chácara das Nascentes e também participou da idealização e construção do Hotel Ibis de Montenegro. Católico praticante e muito ligado a causas sociais, ele foi responsável pela criação da Casa de Amparo, um sonho antigo que tinha de ajudar idosos e pessoas desassistidas. Na época, ele recebeu o apoio do Lions Clube Montenegro São João, que havia sido fundado com o intuito de beneficiar idosos na cidade e recebeu a administração da casa.

Profundamente abalado, o amigo Celso Stein lamentou a perda e disse que Schneider deixará um grande legado. “Poucos sabem o quanto que ele ajudou as pessoas”, disse emocionado. “Além de ser um colaborar de muitas causas sociais e um grande empreendedor, ele também contribuiu com a formação superior de muitos estudantes e, disso, poucas pessoas têm conhecimento”, completou Stein, que estreitou os laços de amizade com Schneider após a construção da Casa.

O empresário deixa esposa, um filho e dois netos, demais familiares e inúmeros de amigos que prestaram homenagens pelas redes sociais. O velório teve início na tarde de ontem, na capela mortuária São João, da Funerária Vargas. Na manhã deste sábado, 26, o corpo seguirá para o cemitério de Brochier, onde irá acontecer o sepultamento, ao lado de familiares.

Deixe seu comentário