Suellyn tem 25 anos e é natural de Montenegro. Foto: Arquivo Pessoal Suellyn Boff Scheffer

A montenegrina Suellyn Boff Scheffer, 25, está realizando um sonho pessoal e trazendo, desde já, muita alegria à região e, mais ainda , à Cidade das Artes. Ela participa do concurso Miss Universo Rio Grande do Sul. Esta é a etapa onde Suellyn concorre com outras 13 jovens de diversas cidades do Estado. Após, a escolhida do RS vai para o Miss Brasil, junto das selecionadas dos outros estados. Depois, ocorre a disputa pelo título de Miss Universo. No dia 10 de setembro, está programado um encontro em Porto Alegre, onde as candidatas do RS devem se conhecer e fotografar. Do dia 23 ao 26 deste mês, em Estrela, serão dias intensos de aprendizagem e provas para a escolha da Miss RS. Suellyn explica que a programação e provas são uma “caixinha de surpresas” até mesmo para as modelos e que não tem muitas informações a mais, por enquanto.

Suellyn dançou ballet dos 8 aos 16 anos e chegou a fazer teste para o Teatro Bolshoi, considerado um dos melhores do mundo para a dança. Porém, a proposta de ir para São Paulo iniciar a carreira de modelo a conquistou. Morando sozinha em uma cidade desconhecida, Suellyn trabalhou duro em sua carreira. “Era a primeira vez que eu tinha saído do RS. Foi uma linha de muito aprendizado e muitos desafios, mas eu sou apaixonada por desafios”, afirma. A partir de então, iniciou a carreira internacional e viajou para alguns países como Argentina, Turquia, Milão, Japão, aprendeu o inglês fluente e um pouco do espanhol. Em 2015 voltou ao Brasil e se formou em técnico em Administração e técnico em Contabilidade. De volta ao RS, decidiu ficar com a família, onde seguiu durante a pandemia depois de voltar de um viagem ao México. A modelo já trabalhou para marcas como Samsung, Panvel e Coca-Cola.

A montenegrina afirma que o sentimento é indescritível por poder representar sua cidade natal e conquistar tanto apoio. Ainda, conta que poderia representar Porto Alegre, mas não aceitou. “Fico muito feliz, porque eu estou sentindo um apoio muito grande da cidade. Um carinho e uma energia muito incrível, de verdade. Isso faz total diferença para mim, porque é um momento de muita tensão, a gente tem que trabalhar bastante o emocional. Eu estou muito feliz e honrada também do prefeito Zanatta ter me apoiado para eu representar a cidade. Surgiu a oportunidade de eu representar Porto Alegre, mas eu disse que se eu fosse, era por Montenegro. Estou muito feliz em ter a oportunidade de levar Montenegro para o mundo. Agradecer a Deus, minha família, amigos e todo mundo que me apoia”, finaliza. (IF)

Deixe seu comentário