A doença pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus Foto: Reprodução/Pixabay

Montenegro segue em alerta contra a dengue, doença transmitida Aedes Aegypti. São 84 focos ativos do mosquito identificados. Há poucos dias, foram registrados dois casos da doença no bairro Germano Henke, que levaram as equipes a reforçar as ações de controle. Mais de 700 casas já foram visitadas em busca de focos de água parada, locais em que as fêmeas depositam seus ovos, e outras 1.300 ainda serão até o fim do mês.

Segundo a chefe do Serviço de Vigilância Sanitária, Beatriz Regina Garcia, é necessário o engajamento de toda a comunidade para evitar o surgimento de novos casos de Dengue. Cada um deve averiguar o seu pátio e eliminar recipientes que acumulem água, como potes, tampas, vidros, pneus e vasos de flores. “Se todos colaborarem, estaremos livres da doença”, afirma.

Nas visitas domiciliares, os agentes se apresentam de jaleco branco e com crachás, identificados como servidores da Prefeitura. Caso o morador tenha dúvidas se pessoa que está à sua porta é mesmo um agente, antes de permitir a entrada, pode telefonar para o 3632-1113. “É fundamental que as pessoas deixem os profissionais averiguarem os seus pátios para afastar o perigo da doença que, nos casos mais graves, leva à morte”, finaliza Maria Beatriz.

Os focos ativos hoje estão situados nos bairros Germano Henke (22), Centro (9), São Paulo (8), Santo Antônio (6), Timbaúva (6), Municipal (5), Santa Rita (4), Senai (4), São João (4), Aeroclube (4), Centenário (3), Rui Barbosa (3), Estação (2), Faxinal (1), Porto dos Pereiras (1), Industrial (1) e Panorama (1).

Deixe seu comentário