Consulta Popular, orçamento, participação, votação, prioridades, verba
Secretário Elias da Rosa coordena o processo ao lado de Felipe Cittó e de uma equipe com 68 apoiadores

Consulta Popular. É preciso mobilizar o maior número de votantes para a cidade conquistar fatias do recurso estadual

Do “caminhão” de impostos que o cidadão paga todos os dias (até ontem, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo marcava um trilhão e 235 bilhões de reais somente neste ano, em todo o país), o governo gaúcho vai devolver uma pequenina parte, em 2018, ao Vale do Caí. É que a Consulta Popular 2017 reserva apenas R$ 1.731.428,57, que será fatiado entre três programas — alguns de alcance regional e outros de abrangência local. Ainda assim, é importante os montenegrinos participarem do processo, porque quanto mais alto for o número de votos, maiores serão as chances de serem eleitas as demandas do interesse de Montenegro. Outras cidades da região testarão na “briga” pelos recursos estaduais, mas defenderão as questões de seus interesses. Como o cobertor é curto, essa é a típica situação em que o engajamento da comunidade faz toda a diferença para se alcançar um objetivo.

O secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Elias Silva da Rosa, explica que o eleitorado terá uma lista com seis prioridades, mas poderá escolher apenas uma. “Nosso papel é mobilizar as pessoas. Não vamos trabalhar para que seja escolhido determinado projeto. A população é que vai decidir onde é mais necessário investir.” Conforme ele, a equipe de apoio conta com 68 facilitadores — boa parte deles, voluntários. Eles devem recorrer até mesmo a divulgações em grupos de Watsapp e Facebook para angariar o maior número possível de participantes.

Ontem à tarde, uma reunião na Estação da Cultura detalhou à equipe de apoio o funcionamento da Consulta Popular deste ano. Sob a coordenação do secretário Elias e do diretor de captação de recursos da Secretaria de Planejamento, Felipe Cittó, a Prefeitura se aliou a entidades e lideranças para disponibilizar o maior número possível de urnas e arrecadar um grande número de votos para que Montenegro destaque-se no Vale do Caí e, assim, eleja suas demandas. “Os seis programas da lista de votação foram obtidos em audiências públicas na região e na Câmara de Vereadores. Depois, o governo estadual analisou tudo para verificar se os pedidos se enquadravam na proposta e no orçamento da Consulta Popular”, acrescentou Elias.

A votação vai acontecer nos dias 1º, 2 e 3 de agosto. Você precisará ter o número do título de eleitor em mãos. É importante observar que poderá eleger as demandas de Montenegro apenas quem tiver seu domicílio eleitoral aqui, ou seja, não tem como uma pessoa que vota em outra cidade decidir pelos montenegrinos.

As opções de votação
1 — Desenvolvimento Rural: ampliação da produção orgânica regional/projetos relacionados à olericultura
2 — Desenvolvimento Rural: universalizar a oferta de banda larga e internet na zona rural
3 — Saúde: ampliação, reforma e aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS (unidades básicas, unidades de média complexidade e hospitalares)
4 — Cultura, Turismo e Esportes: consolidar produtos turísticos existentes, qualificando-os para receberem selo nacional
5 — Segurança Pública: estimular o registro dos casos de abigeato, na região, para mapeamento e definição de estratégias
6 — Desenvolvimento Econômico: criar redes de cooperação para fruticultura, horticultura, floricultura e plantas ornamentais

Como funciona?
Das seis demandas colocadas na lista, apenas as três mais votadas receberão recursos. A campeã de votos fica com 50%, a segunda colocada, com 30%, e a terceira, com 20% do total, que é de R$ 1.731.428,57. Você poderá escolher apenas uma prioridade.

Onde votar
Em pontos físicos espalhados pela cidade, como Praça Rui Barbosa, Câmara de Vereadores, escolas, postos de saúde, secretarias municipais, Conselho Tutelar, Cartório Eleitoral, Casa do Produtor, Hospital Montenegro, Fundarte, Escola São João Batista, Rádio América e Prefeitura
Pelo site da Consulta Popular:https://vota.rs.gov.br
Via mensagem de celular tipo SMS: envie torpedo para o número 29000 com a palavra RSVOTO#(número do título de eleitor)#(número do programa que você quer votar, de um a 10)
Por meio de aplicativo para celular, mas somente os facilitadores da equipe de apoio terão esse sistema em seus aparelhos. Eles percorrerão a cidade em busca de votos com seus telefones, principalmente na zona rural, para que todos tenham a oportunidade de participar
Os horários de votação dependerão do horário de funcionamento de cada local onde houver um ponto físico. Pela forma eletrônica, você pode fazer sua escolha a qualquer hora do dia ou da noite, entre 1º e 3 de agosto

 

Deixe seu comentário