Município emprestou dois respiradores para Esteio e receberá seis equipamentos do governo do Estado. Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Nos últimos dias, Montenegro emprestou dois respiradores para a UTI do Hospital de Esteio. Um equipamento foi cedido pelo Hospital Montenegro e outro por uma empresa contratada pela Prefeitura Municipal para remoção de pacientes. O prefeito Kadu Müller salienta que, na região de Esteio (R08 no Modelo de Distanciamento Controlado), o cenário é bem mais preocupante que no Vale do Caí em relação ao combate à Covid-19. “A situação está bem delicada naquela região. Se fosse faltar aqui, o Hospital Montenegro não conseguiria emprestar”, pontua.

A ajuda também se dá pelo fato de o HM ser um hospital de contingência para o novo coronavírus, ou seja, os pacientes que são internados acabam sendo transferidos para outro hospital que seja referência. Até o início da tarde dessa terça-feira, Montenegro tinha 170 casos positivos de Covid-19, sendo 69 pacientes em recuperação e 100 casos considerados curados. O município teve uma morte causada pela doença.

Na última segunda-feira, 29, o governador do Estado, Eduardo Leite, anunciou, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, que o Rio Grande do Sul recebeu no final de semana 140 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde para a rede pública hospitalar. Desses, 112 equipamentos já estão com destino definido.

O Hospital Montenegro é um dos contemplados e receberá seis respiradores modelo beira-leito (utilizados em UTIs) do Estado. “Estamos preparando o local para a UTI Covid, para colaborar no esforço da Secretaria da Saúde (SES/RS)”, declara Carlos Batista da Silveira, diretor administrativo do HM.

Deixe seu comentário