Ações beneficentes marcam mês de dezembro em Montenegro

O Natal e o Ano Novo estão chegando. Nessa época, é de prache que pensemos em aprontar os últimos preparativos, realizar as compras da ceia e os presentes aos familiares e amigos. Mas se engana quem pensa que a população de Montenegro está com foco apenas em seu próprio bem.

Esse ano, os montenegrinos estão em clima de muita generosidade. Conheça um pouco sobre algumas das ações beneficentes que ajudaram ao próximo de forma incontestável nessa finaleira de 2019.

O Papai Noel Timito realiza ação de Natal há 18 anos. Fotos: arquivo pessoal

Papai Noel Timito já na 18ª edição
Altemir Flores Lemes, mais conhecido como Timito, é o Papai Noel que há 18 anos realiza o Natal Fraterno. Ele seguiu por 15 anos arrecadando brinquedos para crianças carentes, mas há três decidiu distribuir cestas básicas.

Timito conta que as cestas básicas são oriundas de muitos colaboradores que acreditam em seu trabalho. Esse ano, ele recebeu R$ 6.278,00. “Com o valor, comprei 145 cestas básicas. Com R$ 322,00 do total eu ainda comprei 108 cestinhas de doces”, conta ele.

Na tarde da última segunda-feira, 17, o Papai Noel entregou 30 cestas para 30 famílias do bairro Bela Vista, em Montenegro. “O trabalho continua. Ando de modo aleatório nas vilas em busca de pessoas realmente necessitadas”, pontua. Ainda, na terça-feira, 18, Timito realizou a entrega de cestas em Muda Boi e na Vila do Peninha, localizada no Passo da Pimenta.

Alunos do SJ doaram valor para Lívia Teles e para a associação Turma do Sopão

São José arrecada valor em projeto de Matemática para doação
Durante esse mês, os alunos do Instituto de Educação São José também se empenharam por uma boa causa. Sob coordenação da professora Daiane Elise Wolfart, realizaram um projeto em Matemática Financeira, onde arrecadaram cerca de R$ 5 mil reais. Daiane explica que antes que ocorrer a arrecadação, esteve definido que 50% do valor final seria destinado aos alunos; 25% para doação e 25% para os investidores do projeto.

R$ 948,00 foi doado à Lívia Teles de Teutônia. A menina de um aninho é portadora da doença neurológica Atrofia Muscular Espinhal, a AME tipo I e busca R$ 9 milhões para adquirir o remédio que promete a cura. O restante, dentro da porcentagem, foi doado à Turma do Sopão, uma associação de São Leopoldo que atende crianças carentes durante o dia e fornece duas refeições diárias para moradores do bairro em que estão localizados. Daiane conta que a diretora da instituição buscou o dinheiro, que foi entregue pelos próprios alunos.

Alimentos e brinquedos arrecadados pelos alunos serão doados para a comunidade

Polivalente, no Natal Solidário, doa alimentos para quem mais precisa
Todos os alunos da escola Dr. Paulo Ribeiro Campos, mais conhecida como Polivalente, se uniram por uma só causa beneficente com seus professores. Durante esse mês, eles arrecadaram alimentos não perecíveis e brinquedos, os quais serão distribuídos para a comunidade no espaço da escola mesmo no próximo sábado, 21, pela manhã.

Katiele Rutsatz, professora de Língua Inglesa e Ensino Religioso, explica que a escola está em parceria com a Igreja Evangélica Centro Discípulos de Jesus. “Nesse sábado eles estarão disponibilizando roupas para doação com um grupo de voluntários”, explica ela.

A professora ressalta que com essa ação, espera-se desenvolver a consciência solidária nos alunos. “Não visamos apenas em nossos desejos pessoais. Nos importamos com a necessidade do próximo também, e, claro, queremos fazer um Natal mais feliz para as famílias que pudermos alcançar”, destaca.

Deixe seu comentário