Secretário de Gestão e Planejamento, Fabrício Coitinho falou sobre os projetos do município para os 150 anos

Município inicia série de eventos visando a celebração do 150º aniversário

Uma cidade mais cultural, organizada e alegre. É isso que a Prefeitura de Montenegro projeta daqui pra frente. Nesta quarta-feira, dia 5 de maio, o município celebra 148 anos de emancipação política. Com a impossibilidade de realizar grandes eventos presenciais neste momento por conta da pandemia do novo coronavírus, a Administração Municipal preparou uma programação especial de aniversário que faz uma conexão direta com o futuro, precisamente com os 150 anos da cidade.

As ações virtuais iniciaram no último sábado, dia 1°, e se estendem até o dia 15. Dentre as atividades, estão lives, feiras, lançamento de documentários e a primeira edição do Bailão em Casa. A série de eventos marca o início da construção de um “caminho” até o 150° aniversário de Montenegro, que será celebrado – se for possível em 2023 – com uma grande festa no Parque Centenário.

O secretário municipal de Gestão e Planejamento, Fabrício Coitinho, revela que as ações estão sendo organizadas de olho no futuro. “Estamos trabalhando, junto a parceiros e apoiadores, para trazer algumas histórias do município – como a do Morro São João, por exemplo. A ideia é se reinventar e fazer um resgate à história de Montenegro para construir o futuro”, explica.

Ainda faltam dois anos, mas a grande festa para celebrar o 150° aniversário do município já está sendo pensada. Inclusive, uma comissão será criada para planejar a festa. “Estamos construindo isso com várias pessoas. Nosso desejo é que a cidade se aproprie de sua história e que isso culmine nessa festa dos 150 anos. Queremos usar bastante o Parque Centenário. Estamos programando melhorias para o local já para este ano, visando estruturá-lo bem e deixá-lo em condições de receber uma festa grande”, acrescenta Coitinho.

O secretário frisa ainda que, nas condições atuais, o Parque Centenário não poderia receber uma grande festividade. Além disso, a situação da pandemia também precisa ser levada em conta. “É importante reforçar os cuidados. A ideia é que em 2022 a gente consiga realizar eventos presenciais. Então, é necessário esse esforço da população, que todos respeitem os protocolos, para que no ano que vem a gente possa fazer alguma festa na cidade”, enfatiza.

O evento-teste é uma possibilidade concreta para o próximo ano – a depender das condições sanitárias. A ideia do Município é trazer atrações nacionais para celebrar os próximos aniversários. Inclusive, Fabrício Coitinho não descarta que a festa dos 150 anos tenha mais de um dia de duração (como acontecia na ExpoMonte há alguns anos, por exemplo). “Esse é um desejo, na verdade”, revela.

“Queremos trazer mais eventos, bandas, música, dar mais visibilidade para os artesãos locais. Gostaríamos de preparar a cidade para que ela esteja mais bonita, mais limpa. São várias iniciativas para transformar a cidade em referência na região. Montenegro tem uma história muito rica, e precisamos mostrar isso para as pessoas, para que todo mundo tenha orgulho da cidade”, completa Coitinho.

“Muita gente quer ajudar”
O Prefeito Gustavo Zanatta já vem sendo procurado por pessoas e entidades dispostas a colaborar com a programação dos 150 anos de Montenegro. Em breve, deve ser anunciada a criação de um grupo de trabalho focado não apenas no evento, mas em ações para estimular o envolvimento de toda a comunidade montenegrina. “Este aniversário deve ser uma construção coletiva, com cada família contribuindo, na sua casa, rua e bairro, não só para receber visitantes de outros municípios, mas para criar um ambiente do qual todos possam se orgulhar”, projeta.

Deixe seu comentário