O pedágio de Montenegro, na BR-386, começará a funcionar em fevereiro. A obra está pronta e os funcionários estão em treinamento. Diante disso, muita gente está na expectativa pelo encarecimento das passagens de ônibus – em especial, das linhas que saem de Montenegro em direção a Porto Alegre, e são bastante usadas. Mas o aumento não deve ocorrer de imediato.

Segundo a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), não serão feitos reajustes excepcionais só para cobrir o novo custo com o pedágio. Contatada pela reportagem, a entidade informou que, assim como procede quando alguma praça é exterminada, por exemplo, as alterações de valores só acontecem anualmente, em junho. Elas precisam passar pelo crivo da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados.

Valendo por um ano, então, o preço aprovado em junho de 2018 representou uma alta média de 6,66%. Passagens diretas de Montenegro para Porto Alegre na modalidade comum estão em R$ 16,75. As da modalidade direta estão R$ 23,25. Não foi esclarecido de que forma o custo do pedágio será diluído no novo reajuste, a ocorrer em junho de 2020.

Na praça de Montenegro, serão seis cabines de cobrança em cada sentido. Veículos de passeio e comerciais pagam R$ 4,40. Motocicletas pagam R$ 2,20. Há previsão de isenção apenas para veículos oficiais, próprios ou contratados de prestadores de serviço da União, dos estados e municípios; e seus respectivos órgãos, departamentos, autarquias ou fundações públicas.

Compartilhar

3 comentários

  1. Os vereadores ficaram preocupados em impeachment disso daquilo e não trataram de resolver problemas da população, pelo menos quem reside em Montenegro e utiliza a rodovia diariamente para ir a Porto alegre em função do trabalho ou de estudos deveriam ser isentos. Mas como venho postando a tempos, o legislativo de Montenegro não está nem aí para isso ou qualquer outro interesse dos cidadãos, lembrem-se, este ano tem eleições…

Deixe seu comentário