A VERDADE: não há uma solução imediata para o local histórico. Foto: Arquivo Ibiá

A Prefeitura de Montenegro enviou nesta semana Relatório de Vistoria diagnosticando o colapso ocorrido no Porto das Laranjeiras. Elaborado pelas secretárias de Gestão e Planejamento e de Obras Públicas, ele reúne diferentes levantamentos geográficos, técnicos e fotográficos do local que desabou em 31 de agosto.

Esse é o segundo documento encaminhado ao Ministério da Integração Nacional em três meses, sendo que complementa o Projeto de Prevenção de Desastres entregue em maio passado. Desde essa data, a Administração Municipal aguarda, sem sucesso, um retorno de Brasília.

Segundo estimativa inicial, há disponível aproximadamente R$ 5,5 milhões para garantir a funcionalidade das obras em pontos sob perigo de desastre natural no município. Mas como agora corre o período eleitoral, estão suspensos todos os repasses de recursos que já não tenham sido encaminhados anteriormente. Neste segundo relatório, o prefeito Eduardo Müller reforçou a urgência para análise da situação.

Isso porque, no primeiro diagnóstico o Cais do Porto das Laranjeiras foi decretado como de situação gravíssima, e se antes era tratado como ponto de “prevenção de desastre natural”, hoje tem uma situação consolidada de colapso. Periodicamente, a Prefeitura mantém contato com o Ministério da Integração Nacional para viabilizar a execução do Projeto de Prevenção.

Deixe seu comentário