A formação dos evangelizadores ocorreu no último final de semana. Eles estão preparados para o desafio. Foto: Cíntia Marcieli Bock

A Diocese de Montenegro formou um grupo de 20 jovens que irão para o litoral gaúcho realizar um trabalho de evangelização. A iniciativa é um projeto conhecido como “Jesus no Litoral”, que é organizado, em todo o país, pelo Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica do Brasil. A ideia chegou em terras gaúchas no ano de 2006 e, desde 2007, envolve participantes montenegrinos. A cada ano, uma praia diferente é escolhida para a ação. Neste, Torres foi a selecionada.

A montenegrina Cíntia Marcieli Bock já participou de cinco edições. Desta, que irá do dia 2 até o dia 7 de janeiro, ela não poderá comparecer. Com sua experiência, no entanto, ela se envolveu diretamente na formação dos novos membros do grupo. “Foi feita aqui a formação com jovens de Portão, Caí e Capela (que fazem parte da Diocese de Montenegro). É para ensinar a eles como evangelizar.”

Cíntia conta que, chegados na praia, o trabalho se dá de guarda-sol em guarda-sol, passando as mensagens de fé. “O que mais importa é quando tu sente naquela pessoa que ela foi tocada por Deus. É isso que é o mais gratificante”, coloca. Além da faixa de areia, são previstos alguns momentos de visitas a asilos, orfanatos e presídios do litoral, com um intuito mais social. Participam das atividades jovens de todos os cantos do Estado, que são enviados de ônibus às custas de cada Diocese.

Quem já conta os dias para estar lá é a caiense Karine Koch Cerveira. É a terceira vez que ela participará do projeto. “Eu espero o ano todo pra isso. É muito legal ver a unidade que tem entre os jovens em prol dessa proposta de levar o amor de Deus até as pessoas e deixar essa mensagem de carinho. Muitos agradecem, alguns nos parabenizam. A gente sai da experiência muito mudado”, comenta. “A expectativa está alta.”

Todos os participantes fazem uma inscrição prévia pela internet e pagam uma taxa para custear a uniformização do grupo, com o boné, a camiseta e a mochila. Gastos com hospedagem e alimentação são pagos por doação de empresas e pessoas que simpatizam com a iniciativa. Cassino, Capão da Canoa e Tramandaí já receberam outras edições do “Jesus no Litoral.” De acordo com a organização do evento, estes são “dias em que o poder de Deus se manifesta poderosamente através dos jovens abertos à ação do Espírito Santo.

Deixe seu comentário