No total, cerca de 8 mil profissionais credenciados serão beneficiados com esse reajuste. Foto: reprodução internet

O IPE Saúde e o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) comunicam que, a partir do 1º de outubro, as consultas realizadas por médicos credenciados pela instituição terão um incremento médio de 35%.

Com os novos valores, os profissionais habilitados como pessoa física passam a receber R$ 62 por consulta – atualmente é R$ 47. Já os credenciados como pessoa jurídica receberão R$ 90 por atendimento, ao invés de R$ 68. No total, cerca de 8 mil profissionais credenciados serão beneficiados com esse reajuste, o que representa R$ 35 milhões a mais por ano pelo pagamento das consultas.

O presidente do IPE Saúde, João Gabbardo dos Reis, ressaltou que o custo para a autarquia não aumentará. “Estamos trabalhando em diferentes medidas de gestão que nos possibilitaram este avanço. Entre elas, está a reformulação na sistemática de pagamentos de medicamentos”, comentou. Além disso, o presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes, destacou que o reajuste, mesmo que não seja o ideal, mostra que a nova conduta do Instituto inverte a tendência de decréscimo da remuneração dos médicos. “O reajuste é importante, pois em vez de continuar reduzindo os valores, temos agora uma medida efetiva para tentarmos salvar o IPE”, reforçou Argollo.

Compartilhar

Deixe seu comentário