Estrutura com três linhas de canos não tem vazão suficiente em fortes chuvas

Aguardando solução. Em Campo do Meio, arroio está confinado e, na Costada Serra, barro invadiu tudo

Passados quatro dias da tormenta da madrugada de sábado, dia 27, as sequelas ainda são vistas pelo interior de Montenegro. Mais do que pedir reparos emergenciais, os cidadãos estão preocupados com o futuro, então exigem soluções que impeçam novas crises em caso de outro temporal.

Na localidade de Campo do Meio, um pequeno arroio transbordou, cobriu a estrada geral e isolou especialmente quem mora em Santos Reis. Há alternativas para deixar ou ingressar na comunidade, todavia em percursos muito mais longos. O córrego invade campos de propriedade e retorna ao seu leito pela rua, com forte correnteza.

Fixação dos canos foi severamente afetada

Nesta terça-feira, 30, a reportagem do Ibiá foi ao local e verificou que a Prefeitura ainda não realizou nenhuma obra, apesar de estar com equipes atuando em outros pontos nevrálgicos no temporal. Foi possível confirmar também que o curso d’água foi estrangulado, pois é estreitado e obrigado a passar por três carreiros de canos médios.

Além disso, próximo ao leito a estrada tem uma rápida elevação, fatores que contribuem para que transborde a cada chuva forte. Por enquanto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) estuda a situação para emitir liberação ambiental, então será providenciado o desassoreamento do leito.

Barro de pista de motos na ERS
Na Costa da Serra o problema envolve a sede do Montenegro Automóvel Clube (Mac). A enxurrada trouxe barro da pista de veloterra, que cobriu parcialmente a pista da ERS-411, inundou o acostamento e prejudicou a entrada de residências. Uma moradora próxima garante que é a segunda vez que o incidente acontece.

Barro tomou pistas e acostamento da 411, além de acumular em frente as casas

O campo de futebol sete do Cruzeirinho ficou encharcado, obrigando o cancelamento de partidas na segunda-feira e ontem. Ao menos o gramado não recebeu o barro. Os moradores já contataram os responsáveis e aguardam uma solução para hoje. O Ibiá não conseguiu contato de alguém que respondesse pelo Montenegro Automóvel Clube.

A Prefeitura salienta que a limpeza da ERS-411 é de responsabilidade do Estado, mas que podem auxiliar caso haja solicitação do Daer. “Comunicamos ao órgão competente, que poderá tomar as medidas cabíveis contra os proprietários da pista de Veloterra da MAC”, informou ainda. Ontem, integrantes do Clube removeram o barro e prometerem abrir valas para evitar nova eroão. Eles não receberam apoio da Prefeitura.

Deixe seu comentário