A Caixa Econômica Federal irá disponibilizar R$ 5 bilhões à linha de crédito rural do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), para o ano safra 2020/2021. Os recursos são remetidos ao pré-custeio de despesas do ciclo de produção de soja, milho, algodão, arroz e feijão, podendo contemplar, ainda, culturas específicas de cada região.

Os produtores enquadrados no programa poderão contar com taxas a partir de 3,9% ao ano, 35% menor se comparada com a taxa máxima estabelecida no Plano Agrícola e Pecuário do Governo Federal (PAP). Demais produtores pessoas físicas e jurídicas poderão contar com taxas 39% menores, partindo de 4,9% ao ano. Já as agroindústrias e cooperativas terão disponíveis taxas a partir de 3,9% ao ano, representando uma redução de 51% em relação à taxa máxima estabelecida no PAP.

Também são disponibilizadas taxas reduzidas, variáveis, para contratações de operações de investimento, comercialização e industrialização. As condições são válidas até o encerramento do ano safra vigente, que ocorre no mês de junho.

Deixe seu comentário