Jovens agricultores querer sair do isolamento para aprimorar o negócio agrícola da família. Foto: Carine Massierer/ Emater/RS-Ascar

Jovens que moram em comunidades rurais no Rio Grande do Sul são os protagonistas da Campanha Rural Conectado, lançada na semana passada pela Emater/RS-Ascar na Expointer 2020 Digital. Os agricultores Jonas Graeff, Eduarda Cortinove Testa, Gildriane Álvila da Silva e Priscila Lazzaretti representaram um grupo inovador que recebeu conhecimento no Centro de Treinamento de Agricultores de Montenegro (Cetam).

De forma resumida, o projeto surge da necessidade de ter internet de qualidade no meio rural. Elisângela Froehlich, extensionista social da Emater, explica que o objetivo é sensibilizar o Poder Público, entidades e empresas sobre a importância do acesso digital aos cidadãos do campo. Mas, acima de tudo, ele pede a busca por soluções para esta falta de conexão.

E agora o grupo parte em busca de outros jovens agricultores gaúchos que queiram se engajar na construção de uma proposta definitiva de programa de acesso digital. Para ingressar não é exigido que õ produtor rural tenham internet banda larga ou 3G. Mas Elisângela salienta que, devido a pandemia, as primeiras reuniões, na segunda quinzena de outubro, serão à distância.

O grupo desenvolveu todo o material de divulgação, feito através de redes sociais, com um jingle e um vídeo. E a cerimônia de lançamento foi ainda espaço para ‘Case de Sucesso’. Jonas Graeff relatou a experiência da família ao adotar o WhatsApp como solução para vender a produção direta ao consumidor.

Conectividade é fator na decisão de permanecer na terra. Foto: Carine Massierer/ Emater/RS-Ascar

“Realizávamos quatro feiras por semana e vendíamos para a alimentação escolar em Ivoti. Quando veio a pandemia, tudo parou”, descreveu. A primeira ação foi elaborar uma mensagem explicando a situação, que foi compartilhada com seus contatos no aplicativo. “E, então, começamos a vender”, finalizou.

O presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, fez uma relação pertinente entre internet e sucessão familiar na terra. Segundo ele, um dos grandes problemas para que os jovens permaneçam ou retornem ao meio rural é a conectividade. A campanha tem apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

É o conhecimento que tira do isolamento
Elisângela ressalta que esta iniciativa foi gestada dentro do Curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento para a Juventude Rural, ministrado no Cetam em 2019. “Ainda durante as atividades realizadas, os jovens levantavam como uma das principais dificuldades encontradas no meio rural o acesso à internet de qualidade”, descreve a extensionista da Emater. Um isolamento que prejudica os estudos dos jovens e o ingresso das famílias em novos mercados que dependem do uso desta tecnologia.

E a coordenador do Cetam, Claudete Klein, não se surpreende com o protagonismo da primeira turma deste curso em Montenegro. Diante do investimento intelectual, dos temas que foram trabalhados e das visitas e palestras proporcionadas, os docentes se permitiram acreditam em resultados positivos. “Estávamos esperando atitudes empreendedoras destes jovens, e elas vieram”, comemora.

Na formatura, em dezembro, os 16 agricultores já pensavam em buscar uma solução de conectividade.
Foto: Arquivo Jornal Ibiá

Claudete é enfática na defesa do investimento em conhecimento, que classifica como “uma chave que abre nossa mente de dentro para fora”. Este é o lema da Emater ao promover a capacitação do jovem rural, incentivando-o para lutar e construir um mundo melhor. “Ser agente participativo e provocador desta mudança”, resume.

Foi mantido um vínculo entre a turma, que durante a pandemia se encontrava de forma remota para troca de informações acerca de seus projetos produtivos. E, segundo Elisângela, o tema deficiências de internet retornou, desencadeando a discussão sobre Tecnologias de Informação e Comunicação para o meio rural. “Esta foi a semente que fez brotar a Campanha Rural Conectado”, define.

Para participar
Jovens agricultores podem deixar seu nome e telefone no ‘messenger’ da página da Campanha no Facebook: https://www.facebook.com/ruralconectado2020. O grupo entrará em contato e avisará da próxima reunião para que esta participe (Emater é apoiadora, mas os contatos devem ser com os criadores da campanha)

Deixe seu comentário