Somando o que foi doado com as máscaras que ainda serão feitas com o material disponível, serão quase 1.200 unidades distribuídas na cidade

Itens serão doados para comunidades carentes no combate à Covid

Marcelo Ohlweiler e Rogério Santos em uma das doações realizadas para a Cufa Montenegro. Foto: arquivo pessoal

Enquanto o novo coronavírus (a Covid-19) se espalha pelo mundo, um grande movimento de solidariedade surge como resposta à ameaça global, e em Montenegro não tem sido diferente. Com o objetivo de levar proteção até as comunidades carentes da cidade, um grupo de voluntários se uniu para confeccionar e distribuir máscaras para pessoas em situação de vulnerabilidade social. O item é essencial no combate à Covid-19 e o uso passou a ser obrigatório no município.

Responsável pela iniciativa, o professor de música Marcelo Ohlweiler conta como surgiu a ideia do. “Desde o inicio, achei importante e necessário saber e conhecer o máximo de informações sobre o vírus e as formas de contágio. Com isso, minha primeira reação foi logo comprar máscaras, mas não encontrei mais nas farmácias da cidade naquele momento e tive que ir a duas cidades vizinhas para comprar”, disse o professor, que, na busca por proteção, percebeu a dificuldade no acesso.

“Reparei que o valor e o tempo de uso das máscaras descartáveis poderiam dificultar para que as pessoas adquirissem. Quando vi nas redes sociais que pessoas da cidade estavam confeccionando máscaras reutilizáveis, logo pensei que poderia, de alguma forma, ajudar para que o máximo de pessoas pudessem ter uma”, destaca o montenegrino, que com o apoio de outros voluntários criou o Movimento Montenegro Solidário (MMS).

Objetivo da iniciativa é encontrar parceiros e voluntários que possam ajudar na doação do material e na mão de obra para confecção das máscaras. Os beneficiados pelo projeto são entidades carentes e grupos de risco do município. Até agora, o grupo conseguiu doar itens para a Secretaria da Saúde, Cufa, Casa de Acolhimento Menino Jesus de Praga e Lar sagrada Família. “As máscaras são muito importantes, principalmente para moradores de favelas e periferias, já que são lugares onde mais circulam pessoas para ir ao trabalho ou em busca dele. Assim, é essencial a distribuição de máscaras de forma gratuita”, disse o coordenador da Cufa Montenegro Rogério Santos, destacando que comprar o item pode representar um alto investimento para algumas famílias. “Se puderem continuar colaborando, agradecemos”, acrescentou.

Atualmente, o grupo possui quatro costureiras voluntárias, que trabalham na confecção das máscaras. São elas: Odete Viegas, que é integrante da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Montenegro (Apopesmonte), Maria Lúcia Soares, Mari Soares e Andressa Argenton da Silva. Com a criação do MMS, a partir de agora o objetivo é fortalecer o projeto na cidade que, somando o que foi doado e com as máscaras que serão feitas com o material disponível atualmente, chegará a quase 1200 unidades distribuídas. Sendo assim, o trabalho ficará mais efetivo, onde poderemos distribuir melhor as tarefas de captação de recursos junto a empresas e pessoas que queiram ajudar, logística de compra do material , encaminhamento para as costureiras, entre outras demandas”, salientou Ohlweiler.

Rádio Newblac mobiliza a população
No ar desde o dia 22 de fevereiro deste ano, a webrádio Newblack tem sido fundamental para mobilizar e conscientizar a população em meio à pandemia do novo coronavírus. Responsável pela rádio, o MC Pedrão conta como se juntou ao MMS para fortalecer e contribuir com a iniciativa. “Vimos nas redes a mobilização do Marcelo e nos propusemos a ajudar, divulgando e buscando doações para a produção das máscaras”, disse o MC, ressaltando o papel da emissora dentro das comunidades, que busca levar informação e diversão aos seus ouvintes.

Atualmente, a webrádio conta com aproximadamente 400 acessos ao dia, oferecendo à população uma programação eclética e diversificada com música, informação e tratando dos assuntos mais relevantes para a comunidade. Além disso, oferece um espaço amplo para que artistas que não teriam oportunidade de mostrar seu trabalho em outras mídias encontrem na plataforma.
Mais informações sobre a Newblack no link: https://newblackmontenegro.webradiosite.com/

Como ajudar
Até agora, a iniciativa contou com o apoio das empresas locais Woodline e Lojas Stofell, que doaram diferentes matérias para a confecção das máscaras. Mais interessados em contribuir o projeto podem doar tecido, elástico, linha ou algum valor para a compra do material. Mais informações no telefone (51) 9 81799847.

Compartilhar

Deixe seu comentário