Obra deve ser concluída em até 45 dias

Administração planeja melhorias para o Balneário Municipal

Tiveram início, na semana passada, as obras da ponte de acesso ao Balneário Municipal Afonso Kunrath, o Baixio. A promessa da administração municipal é que o serviço seja concluído em até 45 dias, isso se o tempo colaborar e não houver um volume de chuvas expressivo.

A ponte, que fica no caminho de um dos mais tradicionais e populares pontos de lazer do município, sobretudo no Verão, cedeu em 2018. Após um temporal que atingiu a cidade, a estrutura, de mais de 25 anos, cedeu devido à grande vazão da água do Arroio Montenegro, que passa embaixo da ponte. Teve início, então, uma novela que finalmente se aproxima de um final.

Na época, a Prefeitura realizou uma análise da situação e um valor para a reconstrução da ponte foi solicitado ao Governo Federal, pelo então Ministério da Integração. No entanto, o pedido acabou sendo indeferido. A Prefeitura então teve de readequar o projeto com um custeio mais barato. A solução encontrada foi elaborar um novo projeto com galerias pré-moldadas, o que diminuiu o valor da obra. Após o processo, o orçamento foi estimado em R$ 173.339,53, sendo R$ 131.241,02 de recurso federal e R$ 42.098,51 de contrapartida do município.

Na primeira licitação lançada pela Prefeitura nenhuma empresa manifestou interesse. No segundo processo uma empresa de Santa Cruz do Sul venceu a licitação, dando início às obras em dezembro de 2019. O valor da contratação somava R$ 131.241,02 de recursos federais e R$ 42.098,51 de contrapartida do município, em um total de mais de R$ 173 mil. Só que, logo após o início, a empresa desistiu da obra.

Já em 2020, uma nova licitação foi aberta e a vencedora foi a empresa OCX, de Novo Hamburgo. O problema, desta vez, foi um impasse em relação ao curso da água para a realização da parte de concretagem para instalação das galerias pré-moldadas. Agora, equipes da Prefeitura resolveram esta questão e as obras reiniciaram.

O gestor de Contratos e Convênios da Prefeitura, Silvio Kael, explica que, com o passar do tempo, havia o risco de perder os recursos caso a obra não fosse executada. “Eu e o prefeito fomos a Brasília em janeiro e nos reunimos com a Secretaria Nacional da Defesa Civil, que prorrogou o prazo para utilização da verba destinada”, esclarece Kael. O valor da obra é de R$ 161.684,08.

Melhorias no Balneário
Segundo o secretário de Gestão e Planejamento da Prefeitura de Montenegro, Fabrício Coitinho, a intenção da administração é recuperar o balneário, estruturas, área de banho e adicionar equipamentos para o lazer e o convívio das pessoas.

Existe ainda a possibilidade, segundo o secretário, de conceder o local para a iniciativa privada, que ficaria então responsável por administrar o local e realizar as melhorias necessárias. “Essa é uma possibilidade que está sendo trabalhada, mas ainda não foi definido o modelo de concessão”, destaca Coitinho.

Ponte cedeu em 2018 devido à grande vazão da água do Arroio Montenegro. foto: arquivo Jornal Ibiá

Neste primeiro momento a idéia do Executivo Municipal é fazer testes de balneabilidade para definir se será possível frequentar o local para banho. “O balneário é um local importante, que traz boas lembranças às pessoas e a cidade. Mantê-lo como balneário e aproveitar essa potencialidade está dentro dos planos de turismo e desenvolvimento de Montenegro”, afirma o secretário.

Outro problema que já está no radar da Prefeitura é o desmoronamento de parte do Caís do Porto das Laranjeiras, que aconteceu em 2018. Conforme o secretário de Obras Públicas do município, Edson Eggers Machado, está sendo feito um estudo para identificar qual seria a melhor forma de resolver o problema de erosão em toda a orla. Após esse estudo, será feito o termo de referência para a execução do serviço. “Não adianta fazer um reparo ali e daqui a seis meses cair em outro lugar. A gente fez uma visita e vimos que já tem outros pontos em que a erosão vai acontecer também. Então estamos preparando esse termo de referência pensando já em toda a orla”, afirma o secretário de Obras Públicas.

Deixe seu comentário