O grupo que age em prol da causa animal teve que suspender atendimentos em função de acúmulo de altas dívidas

O grupo de Cachorreiros e Gateiros de Montenegro precisou suspender os atendimentos aos animais em função de acúmulo de altas dívidas com veterinários, cirurgias, medicações e rações. Vale salientar que o grupo é composto apenas por voluntários que não têm nenhuma remuneração para auxiliar os animais necessitados e que, assim, a situação financeira se tornou difícil.

Claudete Eberhardt, uma das voluntárias, explica que por serem poucos ajudantes ativos no momento, estes estão sobrecarregados. Os animais em tratamento são abrigados nas casas das voluntárias que já estão lotadas de animais. Claudete, por exemplo, abriga 10, sendo que três já estão disponíveis para a adoção. “Precisamos doar alguns ou de pessoas que façam lar temporário para também ajudar”, pede ela.

A situação financeira piorou pelos vários números de cães em tratamento contínuo. Segundo Claudete, um deles é o cachorro Alemão, que faz fisioterapia toda semana para voltar a andar, assim como o Manchinha, outro cão que faz acupuntura e também já voltou a andar com a terapia. “Agora estamos com um caso grave, onde o cão Amarelo foi abandonado atropelado na volta do Morro com fraturas graves nos 2 fêmures e na pelve. O custo da cirurgia mais medicações e transporte sairá em torno e R$ 2.500,00. Sem contar com hospedagem paga, pois não tivemos nenhuma pessoa que pudesse ou oferecesse lar temporário à ele” lamenta.

Claudete pede ajuda da comunidade para que as voluntárias possam seguir auxiliando esses animais pois, por mês, elas atendem cerca de 50 animais. “Estamos cansadas e com custos altos. São poucas pessoas ajudando e os doadores de dinheiro são sempre os mesmos, simpatizantes da causa. Se toda a comunidade ajudasse um pouquinho, não sobrecarregaria ninguém”, destaca. Quem tiver interesse em realizar qualquer tipo de doação ou oferecer auxílio ao grupo, deve entrar em contato com a Claudete através do número 99148-4501.

Deixe seu comentário