Primeira edição da Feira fi em novembro de 2018. Foto: Arquivo Portal Jornal Ibiá

O evento contou com a participação de 12 agroindústrias e 27 produtores rurais de 14 municípios do Vale do Caí

Frutas, temperos, plantas ornamentais, sucos, entre outros. Esses foram alguns dos itens encontrados na Feira Regional da Agroindústria e Agricultura Familiar, que acorreu nesta quinta-feira, 29. Na Praça Rui Barbosa, dezenas de expositores do Vale do Caí participaram do evento com venda dos mais variados tipos de produtos.

Na Praça, o evento recebeu dezenas de pessoas que aproveitaram para conferir a diversidade de produtos
Com uma movimentação intensa, a feira contou com 12 agroindústrias e 27 produtores de 14 municípios da região. De acordo com o supervisor da Emater Fábio André da Encarnação, o evento visa divulgar o que é produzido nesses municípios através dessas iniciativas.

“Nosso principal objetivo é a divulgação dos produtos produzidos pela agricultura familiar e das agroindústrias familiares, além disso, também buscamos mostrar o potencial dessas mercadorias para a comercialização no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e demais mercados”, disse supervisor.

Com uma grande diversidade de pães, biscoitos cucas e bolos, a banca da agroindústria familiar KolonieBackHaus chamou atenção de quem passava pelo local. “Essa é uma grande oportunidade que temos para apresentar aos consumidores, divulgar um pouco do nosso trabalho e expandir os negócios”, disse a agricultora Paula Rosa Meurer, de Salvador do Sul.

A doméstica Maria Bernadete de Azevedo aproveitou a feira para experimentar os produtos oferecidos. “Eu experimentei um suco de uva e achei maravilhoso, queria levar tudo pra casa, ainda mais por saber que são naturais e saudáveis”, destacou a doméstica.

A feira é uma promoção da Emater/RS-Ascar em parceria com as prefeituras do Vale do Caí e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo e conta com o apoio do Sicredi Ouro Branco e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montenegro.

Deixe seu comentário