A abertura e análise das propostas das empresas interessadas em assumir o controle do estacionamento rotativo em Montenegro deveria ocorrer nesta segunda-feira, 15, mas foi suspensa. Conforme a Prefeitura, para “análise de impugnação e possíveis alterações do edital”. Este edital havia sido publicado no início de junho, com as regras para prestação e contrato.

O Município não tem estacionamento rotativo desde setembro de 2013. Foi quando a Sociedade Beneficente Espiritualista, que tocava o serviço, abandonou a atividade. Uma das justificativas era que, sem penalizações, muitos motoristas ignoravam as autuações e a arrecadação tornou-se insuficiente para pagar os funcionários que operavam o sistema.

Mas os problemas no trânsito e a grande dificuldade para estacionar evidenciaram a falta do estacionamento pago ao longo dos anos. Um edital anterior chegou a ser publicado em 2017, mas houve conflitos entre o texto e a lei que permite a concessão, com empresas contestando algumas das regras. O processo ficou parado até ser cancelado no início deste ano para que novo estudo fosse promovido e culminasse no edital atual, que teve a abertura das propostas suspensa.

Ainda não há nova data para análise dos interessados. É de praxe que os motivos que levaram à impugnação sejam revisados e, acatados ou não, um novo edital seja publicado. Dentre as regras do futuro estacionamento rotativo está a cobrança de R$ 1,00 para meia hora estacionada; e o tempo máximo de duas horas em cada vaga.

Deixe seu comentário