A nossa Estação da Cultura fecha 110 anos de história nessa terça-feira, dia 2. E para comemorar essa marca, o espaço vai receber a comunidade a partir das 19h para uma cerimônia de homenagens. O evento gratuito terá apresentações do Coral Vozes e de Vandré da Rosa. Também será aberta a exposição “Qual a trilha do seu trilho”, que tem curadoria da diretoria de Patrimônio Histórico e Cultural; e apresentado um vídeo comemorativo que foi contemplado pelo projeto “Cultura na Estação”.

Não vai parar por aí. Na próxima semana, dia 9, o evento “Noite dos Museus” dá continuação às comemorações. Ocorrendo simultaneamente no Museu de Artes e no Museu Histórico – ambos integram o complexo da Estação da Cultura – a atividade prevê apresentações artísticas, sorteios de brindes e exposições especiais e interativas.

Hoje um símbolo da história e da cultura montenegrina, a aniversariante foi inaugurada em 1909, como a Estação Ferroviária de Montenegro. Por anos, foi um ponto de referência das mais importantes rotas comerciais do Estado. Por ela, passavam trens vindos de Santa Maria, Uruguaiana e até de fora do Rio Grande do Sul a caminho da capital.

Patrimônio tombado do povo gaúcho, a Estação presenciou o desenvolvimento do Município. Passou por uma considerável reforma com apoio da Copesul (hoje, Braskem) e, atualmente, também abriga a Pinacoteca Ênio Pinalli, que oferece diferentes exposições de artistas locais e de fora. Ela é, ainda, um importante ponto de encontro e de lazer dos montenegrinos.

Deixe seu comentário