professora Catiane Mafra ensina aos alunos sobre a importância que cada um tem na preservação do planeta.

Programação das instituições de ensino em Montenegro durante semana alusiva focam na Educação Ambiental

Anualmente, quase 7 milhões de pessoas morrem em decorrência da exposição à poluição. E, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 23% das mortes prematuras que ocorrem no mundo inteiro podem ter relação direta com fatores ambientais. Esses são apenas alguns dos tantos dados alarmantes que mostram a importância do assunto. Com objetivo de divulgar e debater essas informações, no Dia Mundial do Meio Ambiente – comemorado nesta terça-feira, 05 – intuições de ensino em Montenegro realizam atividades.

Para a diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Doutor Walter Belian, professora Deise Kochemborger, a primeira semana deste mês se tornou um momento importante para que a população possa refletir criticamente sobre as graves consequências da ação do homem em relação aos recursos naturais. “Durante todo o ano, a escola tem atuações que visam a reflexão acerca da preservação e conservação do meio ambiente. Dentre elas, nossa gincana, que debate o descarte correto de materiais recicláveis”, frisou.

Julio Cezar Giuliani plantou uma semente de integração para o futuro. Foto: arquivo pessoal

A preocupação da diretora no que diz respeito a construção de uma consciência ambiental entre os alunos tem um motivo: conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), a poluição do ar, das águas, do solo, a exposição a substâncias químicas, a radiação ultravioleta e as mudanças climáticas contribuem para o desenvolvimento de mais de 100 doenças.

Infelizmente essa não é uma realidade longe de Montenegro. Em umas das últimas ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), no Porto das Laranjeiras, durante a Semana da Água, centenas de quilos de lixos foram retirados das margens do Rio Caí. Não por acaso, esse curso d’água está na lista dos mais poluído do país, segundo dados do Índice de Desenvolvimento Sustentável do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Todos esses fatos evidenciam a necessidade e urgência do debate com a participação de toda a comunidade. O secretário de Meio Ambiente, Adriano Campoas Chagas, destaca que a pasta está trabalhando com o objetivo de intensificar ações que promovam a construção de uma consciência coletiva sobre o tema.

“Nós colocamos uma pessoa exclusivamente na parte de Educação Ambiental que irá desenvolver um número acentuado de atividades como palestras, oficinas ambientais dentro de escolas municipais, particulares e talvez nas estaduais. Tudo através de um cronograma que ainda está sendo definido”, disse.

Uma das ações que mais tem refletido positivamente é o Dia do Descarte Correto. Segundo Chagas, o projeto se tornou um pilar fundamental de uma cultura que tem se consolidado em Montenegro. “Nesses dias de coleta, nós recolhemos muito lixo eletrônico que pode ser totalmente reutilizável”, salienta. O secretário acrescenta ainda, que a ampliação desse serviço também consta nos planos futuros da secretaria.

Consciência ambiental na infância
Construir consciência ambiental requer paciência e debate diário. Para a pedagoga e diretora da Escola Infantil Pingo de Gente, Valéria Mezzari, esse assunto tem que acompanhar os indivíduos da infância à vida adulta. Inclusive, o tema faz parte do currículo da instituição. Mas na primeira quinzena de junho o foco é maior.

“Nesses dias, as professoras desenvolvem uma série de atividades que visam incentivar as crianças a refletirem sobre o cuidado especial que devemos ter com a terra. E, apesar de serem tão pequenos, notamos que as repostas são imediatas”, relata. Ela comenta que são nas pequenas coisas que se vê a diferente, como quando o filho lembra o pai ou a mãe de jogar o lixo no lugar correto.

Dia MUNDIAL foi instituído pela ONU, com objetivo de chamar a atenção da sociedade aos problemas ambientais. Foto: reprodução internet

A professora de séries inicias da Pingo de Gente Catiane Mafra, comenta que quando se trata desse tema os alunos se envolvem e a reposta é surpreendente. “Esse ano, o tema do nosso cartaz é ‘O meio ambiente está em nossas mãos’, e eu percebo que eles entendem quando falamos que todo mundo tem um papel importante nesse contexto de preservação”, relata.

Em uma atividade, o pai de aluno e agrônomo, Julio Cezar Giuliani, plantou sementinhas em jarros. E assim, cultivou também a ideia da importante integração entre escola e comunidade; união necessária para o presente e o futuro.

Origem do Dia Mundial do Meio Ambiente
Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas Sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, a ONU instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 05 de junho. A data foi escolhida para coincidir com o período de realização dessa Conferência, que tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e suas graves consequências.

Semana do Meio Ambiente adiada
Em decorrência da greve dos caminhoneiros, as atividades da Semana Municipal, programa para acontecer entre os dias 4 a 8, foi adiada para a próxima semana. O início agora está marcado para a segunda-feira, 11. O secretário Adriano Chagas explica que essa decisão foi tomada pensando na possibilidade de não haver combustível necessário para desenvolver as atividades.

Deixe seu comentário