A Vibra doou materiais de proteção individual ao Hospital Montenegro 100% SUS. FOTOS: DIVULGAÇÃO

Veja o que organizações têm feito para ajudar a comunidade

Em tempos de pandemia e tantas notícias tristes, a comunidade montenegrina vem pondo em prática importantes gestos de solidariedade. Entidades e pessoas físicas iniciaram campanhas para ajudar não só ao Hospital Montenegro 100% SUS, mas também a famílias carentes do Município, que são as mais afetadas pela crise gerada pela doença. Não é diferente com as empresas da cidade.

“Nossas raízes são aqui, então a gente tinha que fazer alguma coisa para ajudar o nosso hospital e as pessoas daqui”, declara o empresário Paulo Bilhar, sócio-diretor da Casa dos Cereais. “Não é só visar o lucro. É devolver um pouco daquilo que as pessoas, no seu dia a dia normal, entregam para a gente”.

Permitida a funcionar por ser do ramo alimentício, a empresa doa granolas para a alimentação dos funcionários do Hospital Montenegro. Também vai destinar 5% do faturamento do mês de abril para um projeto de confecção de máscaras recém lançado pela Dobra.

É que a organização montenegrina conhecida em todo o país pela fabricação das carteiras “de papel” teve queda drástica de pedidos com o início da crise. Então a Dobra deu início a um canal de produção e veiculação de conteúdos na internet e, aproveitando a disponibilidade de mão de obra, começou a fabricação das máscaras. 800 já foram doadas ao HM, segundo o sócio Guilherme Massena. Com uma meta de mais 14 mil para entregar à secretaria de Saúde, a empresa mobilizou outros costureiros de Montenegro e região. Formou uma rede de costura que já soma mais de 200 profissionais que, agora, estão ocupados com a atividade.

Doações que estão fazendo a diferença
Também focada na área de saúde, a Tanac fez doações expressivas: 280 mil máscaras para o Hospital Montenegro e 280 mil para o Hospital Unimed Vale do Caí. “Estamos aguardando a chegada de álcool 70% líquido e em gel; e álcool 90% que iremos doar para instituições em cidades onde a Tanac e a Tanagro têm atuação, inclusive para o HM” adianta a gerente de marketing da organização, Bárbara Alves.

A Vibra foi outra que fez doação à instituição pública de saúde da cidade, reforçando o estoque de equipamentos de proteção individual. A ação contou com apoio e coordenação do Instituto Cultural Floresta. “A Vibra acredita que cada empresa, pessoa e instituição deve estar junto às comunidades fazendo a sua parte, dentro de suas possibilidades, neste momento de pandemia”, destacou a direção da empresa, em nota. As quantidades não foram divulgadas.

Com a fábrica parada, a John Deere cedeu um trator pulverizador para a Prefeitura realizar a sanitização dos bairros, medida necessária para conter a contaminação pela Covid-19.

Com campanha de doação, Mombach já viabilizou a entrega de 60 cestas básicas para famílias carentes

Já a Braskem anunciou que, à nível nacional, está doando 370 toneladas de matéria prima para a produção de máscaras, aventais e embalagens de uso hospitalar. Também fará distribuição de itens de higiene e limpeza para famílias carentes. Montenegro e Triunfo estão listados para serem beneficiados pela iniciativa, embora os dados locais devam ser divulgados só nos próximos dias.

Na BR-386, a CCR Via Sul está distribuindo kits de alimentação, higiene e limpeza para caminhoneiros. E nos Supermercados Mombach, a cada cinco cestas básicas compradas, a empresa doa mais uma para destinar a famílias carentes da cidade. Nesta semana, 60 destas foram entregues na secretaria de Habitação e Assistência Social: 50 de clientes e dez como contrapartida da rede.

Juntos contra a Covid
Outro exemplo vem dos empresários associados à Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI), de Montenegro e Pareci Novo. Com a campanha “Juntos contra a Covid-19”, a entidade empresarial está com pontos de coleta de alimentos, itens de higiene, de limpeza e insumos hospitalares; e também com uma conta bancária para contribuições.

Uma primeira entrega já foi feita na tenda de atendimento recém montada pela secretaria municipal de Saúde. Além dos produtos, foram adquiridas e doadas 20 poltronas ao ponto de atendimento.

A tenda da secretaria de Saúde recebeu 20 poltronas da entidade empresarial da Região

Deixe seu comentário