Os 9.171 eleitores que não realizaram cadastramento biométrico em Montenegro até o fim do prazo, em 4 de dezembro, não perderam seu direito de votar este ano, como estava previsto inicialmente. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu o cancelamento de títulos dos faltosos em função da pandemia do novo coronavírus, que dificultou a regularização, ampliada, num segundo momento, até o dia 6 de maio.

A decisão está expressa na Resolução 23.616/2020, do TSE. A medida é temporária, pois após a realização do pleito, o cadastro eleitoral será reaberto e as inscrições que foram reabilitadas para o voto voltarão a ser consideradas canceladas. Sendo assim, após a votação, essas pessoas terão que comparecer aos cartórios para fazer a coleta biométrica e regularizar a situação perante a Justiça Eleitoral. As eleições municipais de 2020, a princípio, serão realizada no dia 4 de outubro.

Em janeiro, Montenegro tinha 38.519 eleitores com biometria coletada, de um total de 47.359, perfazendo 81,33%. Neste número, já estavam incluídas 472 pessoas que perderam o prazo, mas foram até o Cartório entre 5 e 31 de dezembro para regularizar a situação. Na época, o chefe do Cartório da 31ª Zona Eleitoral, Diego Bonato Coitinho, explicou que a maior parte dos títulos cancelados era de pessoas com mais de 70 anos, que já não tinham mais obrigação de votar.

Em função da Covid-19, o atendimento da Justiça Eleitoral está ocorrendo apenas no formato online. De segunda a sexta-feira, das 12h às 19h, é possível acessar os serviços através do WhatsApp, no número 99871 1440; por telefone, no 99871 3178; e por e-mail, no endereço [email protected]

Deixe seu comentário