Débora Janaina da Silva, Andre Alves e Fabrício Coitinho foram os responsáveis pela apresentação das ações do projeto Ecomeçar

O projeto social da Hexion foi tema do primeiro Café com Associado de 2018 na Associação Comercial e Industrial

O Ecomeçar é um projeto com foco na educação ambiental, criado há dez anos pela empresa Hexion. Com o passar do tempo, a ação cresceu e hoje abrange outras iniciativas que visam contribuir com a comunidade. O trabalho começou junto às escolas municipais e agora apoia projetos de pesquisas, além de fomentar a preservação do principal manancial da região, o rio Caí. As ações que integram o Ecomeçar foram apresentadas durante a primeira edição deste ano do Café com o Associado, evento da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI Montenegro/Pareci Novo).

Inicialmente, o projeto Ecomeçar teve como foco as escolas municipais da rede pública de ensino de Montenegro. Os estudantes participaram de oficinas, desenvolveram ações como o plantio de hortas em seus educandários, receberam orientações sobre a importância da preservação do meio ambiente e sustentabilidade. Aos poucos, o projeto cresceu e foi abrangendo outras áreas, como a educação para o trânsito, iniciativa aplicada por meio da ação “Cidade segura e amiga”.

O envolvimento do projeto Ecomeçar com as questões de cidadania não para por aí. Por isso, é considerado o projeto de responsabilidade social da Hexion. “Foi solicitado montar um projeto voltado especialmente para questões ambientais. A Hexion transformou essa demanda em algo muito maior”, avalia André Alves, gerente sênior da empresa para a América Latina.

Atualmente, o Ecomeçar é apoiador da Expotec, mostra de trabalhos científicos da Escola Técnica São João Batista. Além disso, é parceiro do Lions Clube Montenegro São João, no projeto de limpeza do rio Caí. “O objetivo inicial era um trabalho com as escolas municipais, mas isso se ampliou” destaca André. “O principal legado do projeto é a conscientização sócio-ambiental das áreas em que a gente atuou. Esses alunos serão os novos empresários e líderes do município. Então, nós plantamos a semente do desenvolvimento sustentável”, acrescenta Fabrício Coitinho, gerente da unidade local da multinacional. A coordenadora de meio ambiente, saúde e segurança, Débora Janaina da Silva, acrescenta a importância dos bons exemplos. Para ela, tudo que o estudante aprende na escola acaba replicando em casa.

Para o presidente da ACI, Karl Heinz Kindel, a Hexion vem cumprindo seu papel de responsabilidade social e deve servir de exemplo para que outras empresas também desenvolvam ações em benefício à comunidade. “Se cada um fizer uma pequena ação em que possa influenciar a área da educação, com certeza teremos cidadãos melhores.” Karl sugere criação de parcerias entre as entidades interessadas em executar um projeto mais amplo.

Deixe seu comentário