Montenegrina será ponte entre governos municipais, entidades sociais e o governo do estado

Desde a semana passada, a montenegrina Diandra Lopes já atua como Delegada Regional do Trabalho. Sua nomeação é parte de uma reestruturação na Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS/Sine) em todo o Estado. Ela vai atuar na agência de Montenegro, representando todo o Vale do Caí. O cargo estava vago já há alguns meses.

“Eu fiquei bem feliz com a nomeação. Não tenho medo de desafios”, destaca Diandra. Como Delegada, ela vai trabalhar como ponte entre o governo estadual e os governos municipais e entidades de assistência social, conhecendo as demandas e reivindicações e buscando caminhos para contemplá-las. “Também quero buscar mais parcerias, para não ficar dependendo só de governo”, adiciona.

Diante das novas atribuições, Diandra destaca o papel de transformador social do cargo. Ela já tem história à frente de projetos sociais, especialmente no bairro Estação. “Eu já vivi o lado de lá e poder contribuir me satisfaz”, coloca, animada com as possibilidades. A Delegada já esteve no Palácio Rio Branco se apresentando ao prefeito Kadu Müller na última semana e destaca a boa receptividade do Executivo. Antes de ser nomeada pelo governo, ela atuava como assessora do deputado Carlos Gomes, de seu partido: o PRB.

Nova coordenação assume a agência do Sine

Roque da Rocha foi coordenador da agência por dois anos e dois meses

O mesmo processo também levou à troca de coordenação da agência local do Sine. Após mais de dois anos no cargo, o montenegrino Roque da Rocha foi exonerado na última sexta-feira, dia 6. Em seu lugar, foi nomeado no Diário Oficial do Estado o novo coordenador: Arnaldo Klein Pegoraro, de São Sebastião do Caí.

“Isso é da praxe da política”, declarou Rocha, ao saber da decisão. “Mas quero realçar o bom trabalho do pessoal da agência, o comprometimento deles. É só agradecer.”

Deixe seu comentário