INTEGRANTES da Comissão Parlamentar de Inquérito se reuniram ontem

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a implantação do novo Plano de Carreira do funcionalismo, em 2015, e seus efeitos sobre os gastos com pessoal, vai iniciar os trabalhos ouvindo o responsável por estes cálculos. O técnico atuário Francisco Simões Magro será o primeiro a depor. A data deve ser agendada ainda esta semana.

A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira, quando os integrantes da comissão se reuniram para tomar as primeiras decisões. Presidida pelo vereador Neri de Mello Pena, o “Cabelo”, do PTB, a CPI é composta ainda por Felipe Kinn da Silva (MDB), como relator, e por Juarez Vieira da Silva (PTB), Talis Ferreira (PR) e Joel Kerber (Progressistas). O grupo decidiu que o próximo encontro, dia 19, será dedicado à leitura de documentos requisitados. Entre eles, denúncias que chegaram ao Ministério Público, cópia do processo sobre o Plano de Carreira, documentos referentes à licitação para contratação da empresa contratada para realizar o estudo de impacto financeiro e portarias de nomeações da comissão responsável pelas progressões salariais concedidas aos servidores.

O presidente “Cabelo” também solicitou o encaminhamento de ofício à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB – Subseção Montenegro), para verificar seu interesse em participar das reuniões.

Deixe seu comentário