A demora na liberação de exames pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem causado indignação à população. O autônomo Milton de Azevedo Germani, 44, conta que, desde o dia 20 de março deste ano, aguarda por uma ecografia das vias urinárias para detectar possíveis pedras nos ruins.

Na espera há quase dois meses, na última segunda-feira, 7, Azevedo relata que procurou a SMS para solicitar o exame e foi informado no órgão público sobre a falta de verba para o agendamento do exame e posterior liberação. “A moça que me entendeu disse que a Prefeitura não tem mais dinheiro para autorizar esse tipo de procedimento, então procurei pelo particular, mas, devido ao valor, não tenho condições de fazer”, lamentou.

A explicação da Prefeitura
Em resposta ao Jornal Ibiá, a secretária municipal de Saúde, Ana Maria Rodrigues, informou que, no mesmo dia 7, foram disponibilizadas 100 cotas de ecografia diversas, entre elas está a ultrassonografia do aparelho urinário. Ana Maria ainda ressalta que, após a autorização emitida pela SMS, o paciente deve aguardar a avaliação do pedido conforme disponibilidade de horários e das cotas ofertadas pelo Hospital Montenegro (HM).

Em meio à longa espera e falhas na comunicação, na tarde de quarta, 9, Azevedo conseguiu a autorização e se dirigiu ao HM para marcar o exame, onde foi solicitado um número de telefone para retorno com o dia e data do procedimento. Frente ao desgaste físico e emocional de todo o processo, o autônomo desistiu de realizar a ecografia.

Compartilhar

Deixe seu comentário