Restaurantes self serviçe à quilo têm liberação com novas restrições. Foto: Arquivo Jornal Ibiá

Decreto assinado pelo prefeito Kadu Müller modificou as regras dos restaurantes de Montenegro. Agora, o serviço de buffet ganha novos protocolos especiais. A comida pode ser servida pelo funcionário ou pelo o cliente, desde que este utilize luvas para se servir. Também é obrigatório que o estabelecimento tenha protetor salivar eficiente sobre os alimentos. Também é exigido distanciamento de dois metros entre os clientes. As regras começaram a valer na última sexta-feira, 2.

Nesta terça-feira, 6, alguns proprietários de restaurante ainda não estavam a par da informação. É o caso de Rafael Bergamaschi, proprietário do restaurante Gringo Gastronomia. Ele aponta que está se planejando para retomar o serviço, visando melhor atender seus clientes, pois os mesmos estavam acostumados a se servir e, com os protocolos de prevenção ao novo coronavírus, passaram a oferecer pratos prontos, o chamado “à la carte”.

A adaptação aos novos procedimentos determinados para os serviços de alimentação foi necessária aos comerciantes. “Há oito anos, não trabalhava mais com tele-entrega. Eu tive que me adaptar,” afirma Montagui Eidt de Andrade, proprietário do restaurante Chinatchê. Ele diz ainda que alguns clientes deixaram de frequentar o restaurante por não poder se servir.

Ressalta que, durante a pandemia, para aumentar o faturamento e tentar recuperar o prejuízo dos cinquenta dias que ficou fechado, colocou em prática uma ideia guardada há sete anos. Lançou uma linha de congelados: pizza, lasanha, parmegiana, strogonoff, escondidinho e alguns produtos zero glúten para intolerantes. Alimentos zero lactose estão em projeto para comercializar em breve. Além disso, Montagui firmou parcerias, tem três pontos de venda na cidade distribuindo seus novos produtos; e mais três estão encaminhados, em Montenegro, Pareci Novo e Salvador do Sul.

Deixe seu comentário