Equipe em Montenegro para gravações. Foto: divulgação Ulisses da Motta

O curta metragem “Fragmentos ao Vento: 1945” do montenegrino Ulisses da Motta, com cenas rodadas na localidade de Pinheiros, em Montenegro, foi selecionado para o 48º Festival de Cinema de Gramado, concorrendo na Mostra Gaúcha de Curtas. O evento acontecerá entre os dias 18 a 26 de setembro, de forma online. O filme é a primeira parte de um longa-metragem que contará a história de uma família no decorrer dos últimos 100 anos. Ulisses prevê que o projeto completo esteja pronto no prazo de três a quatro anos. Já o curta estreará em Gramado e deve percorrer o circuito de festivais até 2021.

As cenas gravadas no município em novembro do ano passado tiveram como cenário a zona rural da cidade e uma casa de madeira centenária. Além de Montenegro, o filme teve filmagens em São Leopoldo, Sinimbu, Santa Maria do Herval, Bento Gonçalves e sobre o Rio dos Sinos, entre Sapucaia do Sul e Portão.

O enredo do curta conta a história de Senhorinha, uma mulher negra que vive junto a uma colônia de imigrantes alemães oprimidos pela ditadura do Estado Novo. Marcos Guarani, radicado na cidade, é um dos atores do filme. “Trabalhar junto ao elenco de Fragmentos me trouxe muita satisfação e ainda mais respeito pelo trabalho do diretor, que reuniu alguns profissionais técnicos jovens além de outros mais experientes”, afirma. “O resultado, tenho certeza, será uma obra de arte”.

É a quinta vez que o diretor tem um filme no festival. Nas outras ocasiões, esteve com os curtas Kassandra (2013), Venatio (2016) e Pelos Velhos Tempos (2018), todos como diretor, e Quero ir para Los Angeles (2019), como produtor. Por este último, recebeu o Prêmio Assembleia Legislativa de Melhor Produção Executiva.

O Festival em meio à pandemia
O evento terá uma edição totalmente online e com exibição no Canal Brasil. A decisão, mesmo exigindo adaptações e novas regras, parte do entendimento de que é necessário manter a realização do grande festival, mas de forma segura, diante do cenário de pandemia. A cerimônia de premiação deve acontecer no palco do Palácio dos Festivais, atendendo todos os protocolos de segurança à disposição em setembro.

Para viabilizar o novo formato, a organização do evento buscou a parceria do Canal como exibidor das Mostras Competitivas, onde manterá sua cobertura jornalística e a transmissão ao vivo da cerimônia de premiação. . Além da exibição inédita no Canal, o conteúdo terá, ainda, espaço no canal de televisão por assinatura. Os conteúdos ficarão também disponíveis por 24h no Canal Brasil Play, transmitido via streaming.

Deixe seu comentário