Brique da Estação, Carlos Domício da Silva Goulart, Feirinha na Praça, Domingo no Parque, sétimo aniversário
VARIEDADE de produtos é um dos trunfos dos artesãos para atrair o público e conquistar novos clientes

O Clube Amizade dos Coroas, grupo de idosos que realiza bailes mensalmente no galpão do CTG Os Lanceiros, nesse final de semana resolveu homenagear os artesãos, que têm seu dia festejado em 19 de março. Por isso, além de aproveitar o baile, os participantes puderam apreciar os trabalhos dos integrantes da Associação Montenegrina de Artistas (Amarti).

Arlete Oliveira de Souza, Clube da Amizade dos Coroas, baile, idosos, CTG Os Lanceiros
Arlete Oliveira de Souza, presidente do Clube da Amizade dos Coroas, coordenou o evento

Segundo Arlete Oliveira de Souza, presidente do Clube, os bailes ocorrem sempre no terceiro domingo de cada mês, com temas distintos. “Como coincidiu, convidamos a Amarti”, comenta. Eles chegam a reunir até 350 pessoas em cada evento. As artesãs adoraram o convite. “Vim comemorar o meu dia expondo os nossos produtos, comentou Ana Maria Moutinho, uma das profissionais que aceitou o convite do Clube.

O Clube da Amizade dos Coroas é composto por 22 pessoas na diretoria e conta com outras tantas que participam das atividades como bailes, excursões ou visitas a grupos de idosos de outras comunidades, nas proximidades de Montenegro.

Brique festejou seus sete anos na Estação
O Brique da Estação já faz parte dos domingos de Montenegro. E ao completar mais um ano de existência, o sétimo, festejou ao lado de seu público.

Apesar das apresentações artísticas, Carlos Domício da Silva Goulart, um dos organizadores do evento, comenta que o principal é valorizar o profissional. “A atração principal são os nossos artesãos”, destaca ele, que é presidente da Associação de Amigos do Serviço de Patrimônio Histórico e Cultural (AASEPAHC), entidade que coordena o Brique.

Além deles, a festa contou com as apresentações do violinista Rodrigo Pires, do músico João Rohden e a banda Projeto Andrade. Houve também venda de torta e sorteio de brindes entre o público.

Hoje o Brique conta com 18 participantes e está com sua atuação crescendo. Nas tardes do 1º e 3º domingos do mês, o evento ocorre na Estação da Cultura. Já no 2º sábado de cada mês, de forma itinerante, eles integram o projeto da Prefeitura “Feirinha na Praça”. E, no último domingo do mês, os artesãos estão no Domingo no Parque, também promovido pelo Executivo Municipal. Goulart destaca que outros artesãos com interesse em participar do Brique devem ir a um desses eventos para receber mais informações. O grupo está aberto para novos membros.

baile dia do artesão, Clube da Amizade dos Coroas, baile, idosos, CTG Os Lanceiros

Deixe seu comentário