Professora Silvia destacou o trabalho de pesquisa para garantir fidelidade à tradição

Domingo no Parque. Alunas da Uergs apresentaram coreografias inéditas que fazem parte das atividades de curso

A chuva forte e a queda de temperatura que chegou no meio da tarde de ontem atrapalhou um pouco a programação do Domingo no Parque. Mas quem não se intimidou e permaneceu na Estação da Cultura acompanhou apresentações artísticas de qualidade oferecidas especialmente pelos estudantes do núcleo Montenegro da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs).

A professora do curso de Graduação em Dança: Licenciatura da Uergs, Silvia da Silva Lopes, lamentou pela chuva. Isso porque suas alunas haviam programado apresentações de cinco trabalhos. Inclusive a dança cigana traria um típico acampamento cigano, com 13 pessoas. Com a limitação de espaço sob o telhado da plataforma, ocorreram apenas três mostras de dança.

Dança cigana tinha planos mais ousados, que foram atrapalhados pela chuva

Nada que tenha tirado o brilho de quem levou sua arte ao Domingo no Parque. A professora explica que, de forma bem simples, esses são trabalhos obrigatórios da grade curricular. Os estudantes precisavam pesquisar a respeito do folclore da dança escolhida, montar uma rotina e depois apresentar a uma plateia. Foi o que aconteceu ontem e que se repetirá ao longo do ano.

As artistas estão à disposição para levar suas coreografias a escolas, empresas, atos ou eventos públicos. Silvia observa que esses trabalhos compõem tarefas da disciplina de Introdução à Coreografia. Isso exigiu que as artistas usassem inúmeras fontes de pesquisa que permitissem se manter fidedignas ao costumes culturais envolvidos. Foram usadas obras literárias, revistas, filmes, publicações cientificas, filósofos e artistas.

ARTESÃOS participaram de mais uma edição do Domingo no Parque

Uma das coreógrafas, Tatiane Dorneles, se baseou na Bíblia, mais exatamente em versículo do livro Eclesiásticos, para montar a rotina “Tempo-Contra-Tempo”. “Partimos também de nossas inquietações e vivências em sala de aula”, explicou a artista, que dividiu as atenções com as colegas Naiara Banto e Marina Sobrosa. Ao todo, a turma de 37 estudantes realizou 27 trabalhos, com apoio de colegas de outros cursos, como Teatro e Música.

O Domingo no Parque é promovido pela Prefeitura de Montenegro, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec). Além da Mostra de Dança dos alunos da Uergs aconteceu ainda show da banda SiNu’s Band e o Teatro de Bonecos com o espetáculo “A Bolha Luminosa”. A Biblioteca Pública Municipal fez o troca-troca de livros e bancas do Mercado do Artesanato e do Brique na Estação ofereceram produtos.

TEATRO de sombras dentro de uma bolha esteve pela primeira vez em Montenegro

Teatro de sombras encantou
Já era pequeno o público quando a Companhia de Teatro Lumbra iniciou a encantadora apresentação da Bolha Luminosa. Quem entrou no Espaço Braskem ficou vidrado no teatro de bonecos com sombra feita dentro de uma enorme bolha de tecido inflada. O espaço interativo permitiu que, terminada a peça, o público pudesse entrar e entender como funciona essa técnica. A apresentação faz parte da 4ª edição do projeto Bonecos da Escola, apoiado pela Secretaria de Estado da Cultura e Braskem, sendo sua primeira apresentação em Montenegro.

Deixe seu comentário