Empresário, José Pinto trouxe a ideia de outros lugares que visitou . FOTO: ACERVO PESSOAL

Iniciativa nasceu de uma parceria entre a Prefeitura e empresários que querem valorizar os estabelecimentos locais

Com inscrições já abertas, será durante todo o mês de maio que o projeto “Montenegro Gastronômico” estará sendo colocado em prática. Nascido de uma parceria entre a Prefeitura, o Conselho Municipal de Turismo e empresas dos serviços de alimentação, a iniciativa quer unir todos os estabelecimentos do Município para fortalecer a identidade gastronômica local e movimentar o setor.

O regulamento oficial foi publicado pela Administração Municipal na semana passada e, agora, uma comissão organizadora está promovendo a divulgação com visitas nos diferentes estabelecimentos que fomentem a participação. As inscrições vão até o dia 15 de março e podem se escrever restaurantes, lancherias, food trucks, padarias, confeitarias, bares, pubs, cafeterias e cervejarias artesanais. Quanto mais, melhor!

Nessa inscrição para o “Montenegro Gastronômico”, o empresário vai decidir em qual modalidade ele participará. Pode até ser mais de uma.

A primeira delas é a “Oficina”, onde o estabelecimento se compromete a oferecer, dentro da programação, algum tipo de oficina gratuita. Uma das já sugeridas pelos empresários foi o treino sobre diferentes cortes de peixe. No momento da inscrição, então, o interessado já precisa informar o dia de maio e o horário em que a oficina ocorrerá; bem como quem será o ministrante, o número de participantes previstos e demais informações pertinentes.

Outra opção possível de participação é com o “Selo promocional”. Nesta modalidade, o estabelecimento se compromete a fazer ofertas especiais em seu cardápio tradicional, exclusivas pelo “Montenegro Gastronômico”. É também no ato da inscrição que o interessado já deverá dizer o valor previsto, que precisará ser vigente durante todo o período do projeto. São previstas boas promoções por aí.

Michele Martins Nunes, diretora de Turismo de Montenegro

E tem ainda a “Receita criativa”, que prevê a elaboração de uma receita diferenciada, que use, pelo menos, dois ingredientes regionais. Bergamota, melado e linguiça são algumas das sugestões. Os pratos também deverão ser identificados com nomes criativos e que referenciem a identidade montenegrina. Que tal um “Morro de carne de porco ao molho de bergamota picante”? Pode ser uma das pedidas. A organização também pretende fazer um vídeo com a elaboração de cada um desses pratos.

Conforme a diretora de Turismo de Montenegro, Michele Martins Nunes, essa primeira edição pretende juntar a comunidade do Município, para que participe e valorize a culinária local. No futuro, a expectativa é que visitantes de fora passem a ser atraídos pelos estabelecimentos. “Também queremos qualificar a parte gastronômica, que não é só a comida, mas o atendimento, o ambiente e toda a vivência da gastronomia”, adiciona.

Membro do Conselho de Turismo e empresário do ramo na cidade, José Pinto viu projetos parecidos em outros lugares e lançou a ideia por aqui. As tratativas tiveram início no ano passado e o empresariado tem se mostrado animado. “Esse evento é para que Montenegro também possa ter um selo de qualidade e possa se mostrar de forma mais organizada”, destaca. “A ideia, com isso, é criar um diálogo entre os empresários do ramo para que aja essa união de vender o Município.”

As inscrições podem ser feitas através de José, que é presidente da comissão organizadora, pelo número (51) 993.229.497, até o dia 15/3. Há o custo de R$ 100,00 para custear a divulgação e a confecção dos materiais personalizados do projeto.

Deixe seu comentário