Em apenas duas semanas, premiação recebeu mais de dez mil votos

Com 10.232 votos em apenas 14 dias de formulário on-line, mais do que o dobro do ano passado (4.897), já estão definidas as doze vencedoras do Mulheres que Brilham. Criado pelo Jornal Ibiá a fim de reconhecer e premiar as mulheres cujas trajetórias se destacam em Montenegro, o projeto contou com indicações de setenta entidades locais, dentre representantes de classe, políticas, religiosas e sindicais, além de as vencedoras da edição de 2021. As três mais lembradas passaram à votação popular e assim, o resultado foi fechado nesta quarta-feira, 11.

Para a diretora do Jornal Ibiá, Maria Luiza Szulczewski, a Lica, a votação foi, mais uma vez, surpreendente. “A comunidade não só aprovou o prêmio, como também acha relevante. Para que as pessoas abram o questionário e votem, precisam ter alguma motivação”, destaca.

Como no ano passado, para esta edição, as vencedoras também serão entrevistadas por Lica em lives, onde contarão suas histórias de vida e lutas no município. Todas as entrevistas acontecerão na sede do Ibiá. “Faremos as lives justamente para as pessoas saberem porque estas mulheres foram escolhidas”, acrescenta.

O último evento ocorreu na Estação da Cultura, com público reduzido devido às restrições impostas pela pandemia. Este ano, com mais flexibilidade, a premiação ocorre no dia 25 de maio, no auditório do Teatro Terezinha Petry Cardona, prometendo ser o maior até então. Além de certificado, as Mulheres que Brilham receberão de presente uma sessão de fotos da Doc Fotos, parceira do projeto.

Lica adianta que a escolha pelo auditório ocorreu com o intuito de oportunizar a presença mais pessoas na entrega do prêmio. Por isso, cada vencedora poderá levar um número de convidados, ainda a ser definido, para que cada vez mais a comunidade esteja presente em todas as etapas do projeto.

Conheça as vencedoras:

Deixe seu comentário