Abaixo-assinado pode ser acessado on-line. Foto: Arquivo Ibiá

Preocupados com o fim da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) em Montenegro, alunos, ex-alunos, professores e comunidade lançaram um manifesto e abaixo-assinado pela permanência da instituição no município. Recentemente, o governo do Estado homologou um acordo judicial que repassa a estrutura física da Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) para a Uergs, fazendo com que unidades como a de Montenegro ocupem este espaço em Porto Alegre. Aqueles que tiverem interesse em apoiar a causa basta entrar no link: https://url.gratis/GZKphm.

Referência no ensino do Estado, a unidade local além dos quatros cursos de graduação (Artes Visuais, Dança, Música e Teatro), oferece ainda um curso de Pós-Graduação em Educação Musical para professores da Educação Básica, diversos cursos gratuitos de extensão para a comunidade em geral; oportuniza exposições de Artes e realiza apresentações artísticas compostas por professores e acadêmicos. A instituição também leva seus estudantes a atuarem profissionalmente nas escolas municipais e estaduais de ensino básico através dos estágios em artes e programas de formação pedagógica.

Ex-aluno da instituição, Lucas Braga, ressalta a importância da Universidade para a região. “A Uergs atende alunos de toda a região do Vale do Caí e Vale do Taquari, além de cidades da Serra, se por acaso fosse para Porto Alegre, não só Montenegro, mas todas estas regiões estariam desassistidas da formação superior em Artes”, diz. Integrante também do Mandato Coletivo do vereador Rodrigo Corrêa (PDT), Lucas relata que já foram articulados movimentos na Câmara de Vereadores de Montenegro a favor da permanência da unidade, e demais vereadores foram receptivos à pauta.

Um dos grandes desejos destacados no manifesto é também a sede própria para a Uergs. Ainda na última semana o Mandato Coletivo e o vice-prefeito, Cristiano Braatz, visitaram uma área do município no bairro Panorama. “O terreno foi algo que especulamos de maneira informal, apresentamos a área ao vice-prefeito que também se colocou à disposição para resolver o assunto, o próximo passo seria uma reunião entre Uergs e prefeitura para ver a viabilidade real daquela área”, declara.

Aluno do curso de Teatro (Licenciatura), Davi Pio da Silva dos Santos, considera de suma importância a permanência da Uergs em Montenegro. “Temos alunos residentes que cursam a universidade, alguns há bastante tempo, e que arrumaram empregos em Montenegro justamente para se manterem na cidade e vinculados aos estudos. A Uergs local é polo importante de produção e fomento cultural, possui um corpo docente de excelência e ajuda, muito, o município a seguir sendo reconhecido como Cidade das Artes”, fala.

Deixe seu comentário