Programa ajuda alunos a exercitarem a democracia

Desde terça-feira, está ocorrendo nas escolas de Montenegro o processo eleitoral para compor a legislatura 2019/2020 do projeto Câmara Mirim. São 37 candidatos, representando instituições da rede pública municipal e estadual e também da rede privada. No primeiro dia, houve eleições no Januário Corrêa e Paulo Ribeiro Campos, o Polivalente. Ontem, o pleito ocorreu na Pedro João Müller, José Pedro Steigleder, Walter Belian, São José, Sinodal Progresso e Cinco de Maio. Ao todo, serão escolhidos dez alunos para compor o parlamento.

O processo é conduzido pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Câmara e a novidade este ano é o uso de urna eletrônica, com a foto e número do candidato, o trabalho de mesários e a participação dos eleitores. Conforme o assessor parlamentar Tiago Goulart, é intenso o envolvimento dos estudantes. “Estão empolgados com a novidade da urna eletrônica”, comemora.

Os dois primeiros eleitos foram Carlos Eduardo Goelzer e o suplente, Arthur Ritter, da Escola Januário Correa. No Polivalente, Brian Agostinho e Sadi Moreira Júnior são os mais votados. Os resultados de ontem não foram divulgados até o fechamento desta edição.

O maior colégio eleitoral é a Escola Walter Belian, com mais de 600 votantes e quatro candidatos. O último processo de escolha será na segunda-feira, dia 18 de novembro, nas escolas Osvaldo Brochier e Delfina Dias Ferraz.

Deixe seu comentário