A tarde de domingo foi de arte, descontração e reflexão na Praça dos Ferroviários, no Centro. Ali ocorreu mais uma edição do Domingo Uergs – uma extensão da Universidade que busca mostrar os trabalhos dos alunos, integrar a comunidade montenegrina e tratar de temas importantes à população. Com brechó, feira de artesanato, oficina de poesia e apresentações musicais, a grande temática do evento foi “Mulheres: representatividade e empoderamento”.

Todas as atrações do evento – assim como a dupla Julia Silva e Vitória Luara – eram mulheres

É a primeira vez que o “Domingo” ocorre na Praça. Nas outras três edições, ele foi na Estação da Cultura. Mais próxima do Centro, a iniciativa trouxe três show acústicos com as musicistas: Julia Silva e Vitória Luara; Bárbara Spohr; e Gisele Bloete.
Ainda, a professora de literatura Michele Moura conduziu a oficina de poesia “EmpoderArte”, tratando, principalmente, da vivência das mulheres. Os trabalhos desenvolvidos ali, mais tarde, foram destaque em um sarau no local.

Talvez, a principal atração da tarde, por volta das 16h ocorreu uma roda de conversa intitulada de “No Me Kahlo”, que tratou de direitos, de igualdade e da realidade da mulher atualmente. Com mediação de Susana Toledo – integrante da Uergs – a roda foi composta pela psicóloga Adriana Bandeira e pela presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Carliane Pinheiro, e trouxe importantes reflexões.

O Domingo Uergs foi uma organização do Diretório Acadêmico Regional das Artes (Dara) da unidade montenegrina da Universidade. Ele foi realizado em parceria com o Pagu Festival.

Deixe seu comentário