Buraco no quilômetro 15 da rodovia é profundo

Trecho próximo à comunidade de Muda Boi apresenta mais prejuízos

“Ali só dava fila de carro com as rodas tudo quebradas”, diz Marinês Pimentel Mariano sobre um buraco enorme localizado no quilômetro 15 da RSC-287, próximo a Muda Boi. Em um local de grande movimentação de automóveis e caminhões, o buraco de cerca de 22cm de fundura chegou a ser tapado por moradores da região na última semana, porém provisoriamente e sem sucesso.

Dona de um empreendimento na mesma rodovia, Marinês relata que os problemas com os buracos no trecho já são problema antigo. “Nós quase caímos lá no buraco também”, fala. Segundo ela, há cerca de três semanas equipes contratadas pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) estiveram arrumando a estrada. “Eles estavam aí com uma caçamba na estrada, mas não pararam. Eles só jogavam os montinhos de brita no buraco e iam andando”, diz.

Irineu Augustin mora bem em frente ao grande buraco localizado na via, e conta que com a ajuda de uma vassoura e uma trena, mediu a cratera. O resultado: 1,5m de distância por 22cm de profundidade. “Da pena dos carros que cai ali dentro de noite. De dia eles desviam, mas quando estava chovendo em um final de tarde, quebrou dois”, relembra.

De acordo com o morador, o buraco está causando transtornos há tempos, mas nada de conclusivo é feito. “Aqui na frente sempre teve uns buraquinhos, mas eles eram rasos, não eram fundos”, expõe. Para ir à cidade, ele comenta que precisa até se arriscar indo para a pista contrária, devido a tantos buracos.

O problema também é visto em outros trechos próximos a Muda Boi. Ainda na madrugada de sexta-feira, 1°, uma cratera se abriu junto à cabeceira de uma ponte, no quilômetro 17 da rodovia. O trânsito no local ficou em meia pista durante um grande período de tempo, o que causou congestionamento no trânsito. Felizmente, não houve nenhuma tragédia.

Cratera se abriu próximo de cabeceira de ponte. Foto: Divulgação/PRE

O que diz o Daer?
Responsável pela manutenção dos trechos citados, o Daer explicou – através da sua Assessoria de Comunicação – que as condições de trafegabilidade do trecho mais crítico, próximo a Muda Boi, serão restauradas assim que forem executados os serviços de recuperação e sinalização previstos no Plano de Obras 2021 -2022 do Governo do Estado. De acordo com o Departamento, serão investidos mais de R$ 2 milhões no trecho entre o entroncamento da ERS-411 (p/ Brochier) e o entroncamento da BRS-386 (p/ Nova Santa Rita). “Cabe ressaltar, ainda, que neste mês houve uma operação tapa-buracos no segmento, que recebeu, ainda, melhorias neste ano. De março a maio de 2021, foram investidos R$ 650 mil no trecho”, diz a nota.

O Daer informou que o início dos serviços será divulgado posteriormente e as atividades de recuperação devem durar, após o seu começo, 90 dias, dependendo das condições climáticas. Sobre a cratera no quilômetro 17, o Ibiá foi informado que ainda na sexta-feira, 1º, foi realizada uma ação emergencial para o restabelecimento do tráfego do trecho e que nesta semana serão avaliados os serviços de reconstrução do aterro e dos encontros da ponte – ocasião na qual a circulação de veículos deverá ser interrompida, e os usuários informados quanto às condições do bloqueio.

Deixe seu comentário