Operação tapa-buracos foi realizada pelo Daer no dia 29 de dezembro, mas ainda são encontrados grandes buracos na rodovia

Trecho entre Montenegro e o Polo Petroquímico ficou quase seis meses sem manutenção

Motoristas que passam pela ERS-124 no trecho que liga Montenegro ao Polo Petroquímico de Triunfo têm notado o abandono da rodovia nos últimos meses. Em vários pontos é possível identificar grandes buracos e parte do acostamento coberto pelo mato. A rodovia liga as cidades do Vale do Caí ao distrito industrial de Montenegro, ao novo Polo da Química, ao Polo Petroquímico e também à BR-386, que interliga a região com Porto Alegre e acaba sendo um caminho também para o Sul do Estado.

Engenheiro de produção, Alexandre Salazar se desloca diariamente há mais de 20 anos de ônibus entre Montenegro e o Polo Petroquímico para trabalhar. Ele conta que a rodovia era conhecida por ter um bom asfalto, mas nos últimos anos começaram a surgir buracos em vários pontos e com a falta de manutenção a tendência é que situação piore ainda mais. Alexandre relata também problemas no acostamento da via. “Nem a manutenção básica está sendo feita, vários trechos estão com o acostamento totalmente tomado pelo mato por falta de poda. Ou seja, uma rodovia importante que já é via única e que em vários trechos o acostamento fica quase que totalmente comprometido”, destaca.

A falta de manutenção é confirmada pelo Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer). De acordo com a autarquia, a última intervenção na ERS-124 havia sido realizada pela 11ª superintendência regional de Lajeado em junho de 2020, quando foram utilizadas 13 toneladas de massa quente em operações tapa-buracos. Segundo o Daer, no dia 29 de dezembro voltou a acontecer uma operação tapa-buracos nos trechos críticos, mas ainda são encontrados grandes buracos e o acostamento segue coberto pelo mato. A previsão é que ainda neste mês seja realizado um novo serviço de manutenção, que deve melhorar as condições de trafegabilidade do trecho.

Deixe seu comentário