Na Av. Ernesto Popp, grandes buracos atrapalham os motoristas

operação tapa-buracos deve iniciar nos próximos dias

Os buracos pelas ruas de Montenegro têm virado, há muitos anos, rotina no dia a dia dos motoristas que trafegam pela cidade. Em algumas das principais vias, assim como dentro dos bairros, a situação chama a atenção pela má conservação de alguns trechos de asfalto. Para mostrar esse problema, a reportagem do Ibiá percorreu alguns dos pontos mais críticos.

Na Av. Ernesto Popp, no trecho em frente ao Cemitério, os buracos são vários, dos dois sentidos da pista. Na rua Osvaldo Aranha, também são muitos os pontos que precisam de manutenção. Silvio Ricardo da Silva, proprietário de uma oficina mecânica na Av. Júlio Renner, a Via II, conta que já consertou vários carros com problemas causados após passar em buracos no local. “Alguns motoristas vieram nos procurar por conta de estragos nos carros causados por buracos, inclusive em frente ao nosso portão tem dois buracos há anos já”, afirma o empresário.

Na Avenida Júlio Renner, a Via II, várias “panelas” fazem os carros desviarem

O problema maior, segundo o empresário, é a manutenção ruim feita durante as operações tapa buracos da Prefeitura. “Só fazem uma tapeada que dura 15, 20 dias e abre tudo de novo, porque tem muito movimento de caminhão, e aí não dura. Teria que fazer o recapeamento geral, ou onde está mais crítico abrir um buraco maior com uma base boa e tapar, se fizesse isso, pelo menos amenizaria”, aponta Silva.

Mas o problema não é restrito às vias de grande fluxo de veículos da cidade, nas ruas dos bairros também os buracos se multiplicam. Durante a ronda feita pela reportagem foram encontrados problemas em diversas ruas de bairros como Aeroclube, Industrial, São João e Rui Barbosa, entre outros. Ana Paula Roballo, moradora e integrante da Associação Comunitária do bairro Estação, conta que a última intervenção feita pela Prefeitura nas ruas do bairro acabou por agravar a situação das vias. “A pior parte é onde tem a parada da Rua das Rosas, descendo em direção a Rua das Artemísias próximo à creche, onde o pessoal chega pra largar as crianças”, relata Ana Paula.

Na rua Dr. Celso Müller, também existem locais com problemas

Conforme a moradora, o problema maior é um desnível na emenda do asfalto realizado pela Prefeitura, além da grande quantidade de buracos. “A gente tem que desviar e ir para o lado contrário da pista pra não estragar um pneu, arriscando a colidir de frente com outro carro. Se tu não desvia, passa dentro do buraco, se desvia pega a emenda do asfalto. Então está bem complicada a situação aqui no bairro, o que eles vieram fazer pra melhorar acabou piorando”, relata a moradora.

A reportagem entrou em contato com Prefeitura para questionar o problema dos buracos nas ruas da cidade. O secretário de Viação e Serviços Urbanos (SMVSU), Neri Mello Pena, o Cabelo, respondeu que a falta de manutenção nos últimos meses aconteceu devido a usina de asfalto do Município estar passando por um processo de reforma, que foi finalizado nos últimos dias.

“Terminamos a reforma da usina de asfalto e estamos testando. Na próxima semana, vamos fazer uma operação tapa buracos, vamos começar pelas vias de mais acesso”, destacou o secretário. Ainda não há um cronograma das ruas dos bairros que devem receber manutenção nos próximos meses. Cabelo explica que essa definição será feita avaliando os locais de maior urgência

Deixe seu comentário