Everaldo vê as Mariazinhas resgatando memórias

A Páscoa está entre as datas do ano em que delícias tomam conta das casas, unindo a família em celebração de amor. As bolachas pintadas, que já marcam de forma afetiva o Natal, estão entre as guloseimas, tanto que as mulheres do Grupo Organizado do Lar (GOL) “As Mariazinhas” foram conhecer novas formas de prepará-las.

As agricultoras de Alfama incluíram esta oficina em seu planejamento para 2019, que foi elaborado no ano passado. “Dentro de uma proposta de resgate da cultura rural se pensou em trabalhar de novo as bolachas”, explicou o coordenador da Emater Montenegro, Everaldo Vinicius da Silva.

A oficina de confecção e decoração foi ministrada pelas empreendedoras Elisabete Gerardt e Maribel Gerardt, no último dia 03 de abril. Aquelas que já têm experiência foram conhecer novas receitas, maneiras alternativas de fazer a massa e buscar inspiração para a decoração.

As experimentações culinárias realizadas quando Elisabete e Maribel faziam os doces para vender foi a lição mais valiosa da aula. Everaldo lembra que as bolachas pintadas são herança alemã que não pode ser perdida, inclusive devido à ligação afetiva que toca As Mariazinhas. “É também um resgate alimentar que foi neste dia”, encerrou.

Deixe seu comentário