Mais espera. Não há previsão para que a biblioteca volte ao prédio do Centro

Não será tão logo que o acervo da Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira voltará ao Centro de Montenegro. Anos após ela ter sido realocada “provisoriamente” ao Parque Centenário, as obras no prédio original da rua Capitão Cruz passaram por muitas idas e vindas e ainda não estão completamente concluídas.

Conforme o secretário de Obras Públicas da Administração Kadu, Ronaldo Buss, ainda “restam alguns detalhes para a conclusão da obra” e, após, toda a execução do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio, o PPCI. Não há previsão para a volta da Biblioteca à sua “casa”, “porém há profissionais empenhados e acompanhando esse avanço com brevidade”, garante Buss.

A conclusão do processo de melhorias no prédio está sendo vista como uma das principais conquistas da gestão de Kadu Müller na Prefeitura. É o fim de uma espera iniciada em 2012, quando o prefeito Percival de Oliveira verificou que o prédio precisava de adequações e o acervo foi retirado do local.

Nisso, foram dois prefeitos cassados; três pedidos de revisão de orçamento e de projeto para a obra; e alguns períodos de início e interrupções das intervenções. A obra que agora está sendo finalizada só teve início, de fato, em novembro de 2018. Deveria ser entregue em março deste ano, mas teve o prazo prorrogado para junho. Atrasou um pouco mais, o que é justificado como “interferências normais de obra, que ocorrem quando se trata de uma ação de tamanha relevância como esta”, como destaca o secretário de Obras.

Quem conduz os trabalhos no prédio é a empreiteira Upper Engenharia. O investimento, de recursos próprios da Prefeitura, é de R$ 279.225,00.

Deixe seu comentário