Devoção. Ato reforça a fé da comunidade e a dedicação a uma vida mais fraterna

Proteção e inspiração. Foi com esses princípios que, em um gesto de devoção e fé, moradores do bairro Estação escolheram São José Operário como o padroeiro da comunidade. Com a participação de vários fiéis, a escolha do santo foi motivada pela história de dedicação que ele teve com a família, onde através da sua profissão de carpinteiro sustentou com dignidade o menino Jesus, ao lado da Virgem Maria.

O ato ocorreu na Visita Pastoral do Bispo diocesano D. Carlos, realizada no início do mês. Durante a visita, os moradores do bairro Estação aproveitaram para escolher o padroeiro em uma das missas celebradas dentro da comunidade, que sempre acontece na quarta-feira de cada mês. O padre Ricardo Nienov, que acompanhou e participou do processo, destaca a importância do ato religioso que, entre tantos objetivos, busca reforçar a fé das pessoas para que elas superarem as dificuldades e possam viver sob uma perspectiva mais fraterna.

“Mesmo não tendo o templo já foi escolhido um santo de referência, o qual estimula, inspira e intercede pelo povo junto de Deus”, salientou o padre. “Após várias sugestões, as pessoas do bairro escolheram São José Operário, lembrando que a região é formada basicamente por operários que lutam e batalham cada dia para terem o seu sustento e sua dignidade”, completou o sacerdote sobre a escolha do santo.

Após a escolha do padroeiro, agora os moradores sonham com a construção de uma capela dentro da comunidade, em homenagem a São José Operário. Para o padre, esse pode ser um passo futuro, mas não é o mais importante. “O primeiro objetivo é formar a comunidade humana, reunir as pessoas pela fé e contribuir para que elas criem uma identidade com o local onde vivem”, disse o sacerdote, acrescentando que no momento não há nada efetivado no que diz respeito ao templo.

“Nunca o mais importante de uma comunidade de fé é o templo, por mais que seja a grande referência de um povo. Mas, acima de tudo, é preciso um grupo que se una, celebre, viva e esteja unido na fé e na caridade”, enfatizou o padre. “Claro, se houver uma oportunidade de terreno, ou casa que estejam ao nosso alcance, vamos aproveitar. Mas, por enquanto, não existe nenhuma organização neste sentido.”

No dia 1º de maio, quando é celebrado o Dia do Trabalhador, será realizada uma missa especial no bairro Estação, no final da Rua dos Hibiscos. Desta vez, a celebração especial fará alusão ao padroeiro escolhido pelos moradores.

Saiba mais
São José era carpinteiro e marido da Virgem Maria. Ao propô-lo como Padroeiros dos Trabalhadores, a Igreja Católica busca que todos reconheçam a dignidade do trabalho e que ele seja respeitado enquanto pessoa humana e colaborador de Deus seguindo os princípios cristãos. O dia de São José é comemorado em 19 de março, e sua morte é um mistério rodeado de muitas histórias.

Deixe seu comentário