atividade é também de conscientização ambiental e envolveu alunos, pais e comunidade em geral

Participação da comunidade foi positiva e está em análise a expansão do projeto para áreas rurais de Montenegro

Pela segunda vez neste ano, o Dia do Descarte Correto foi realizado fora do centro de Montenegro, no bairro Panaroma. A atividade foi desenvolvida ontem, 18, durante todo o dia, em conjunto com a Escola Municipal de Ensino Fundamental Adolfo Schuler, com a participação da comunidade.
Diferente da grande quantidade de resíduos recolhidos na Praça Rui Barbosa, lugar que se tornou referência na realização do projeto, nessa última ação o volume foi reduzido. De acordo com a assessora especial da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Joana Mara dos Santos, se levado em consideração o tamanho do bairro, o resultado foi positivo. “O Panorama é bem menor, se comparado ao Centro e, mesmo assim, a comunidade se envolveu trazendo seus resíduos para descartar de maneira correta”, ressaltou a Joana.

Moradores do bairro Panorama aproveitaram para dar um destino correto ao lixo

A vice diretora da escola Patrícia Kerber, destaca a importância da iniciativa para a conscientização das crianças e população em geral. “Essa demanda surgiu há um tempo, então solicitamos que essa atividade fosse desenvolvida também aqui, assim, pais, filhos e toda a comunidade puderam contribuir e participar dessa ação em promoção da consciência ambiental”, disse Patrícia.

Na quarta-feira, 18, a vereadora Josi Paz (PSB), levou até a Câmara de Vereadores de Montenegro a proposta da realização de um Dia do Descarte Correto no interior do município, a ser desenvolvido ainda este ano. Na ocasião, estiveram o secretário municipal de Meio Ambiente, Rafael de Almeida, e Cristiano Barreto Kochenborger, coordenador de projetos da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC).

De acordo com a vereadora, a sugestão veio da própria comunidade, que pediu a mobilização do Executivo para levar o projeto também ao interior. O coordenador de projetos da SMEC, Cristiano Kochenborger, disse que a próxima Ferural, no início de dezembro, tende a ser realizada em Campo do Meio, e está em análise a possibilidade de realizar uma ação de descarte correto. A Vereadora Josi questionou se haveria a possibilidade de ser realizada a ação de descarte correto em uma das comunidades que fizeram a solicitação (Campo do Meio e Santos Reis) antes da Ferural.

O secretário de Meio Ambiente ressaltou que o descarte correto é uma ação de educação ambiental, não é um serviço público, pois a Prefeitura não conta com uma empresa contratada, ou servidores disponíveis, para fazer este trabalho para a comunidade. “Trata-se de uma ação de educação ambiental, em que a secretaria orienta as pessoas sobre como descartarem seu lixo, e quais objetos não podem ser descartados na coleta comum ou na seletiva, orgânica”, disse.

Almeida afirmou que, se houver alguma mobilização da comunidade e eles se organizarem, poderiam contatar com a secretaria e se verificaria a possibilidade de realizar um mês antes da Feira. “Mas tem que haver a mobilização da comunidade”, frisou o secretário. “O descarte correto não é só ir lá e levar o lixo. Com todos que vão até lá, paramos pelo menos uns 10 minutos, para conversar. A ideia não é largar o seu lixo e ir embora, é ir lá para receber uma orientação educacional sobre o assunto”.

Deixe seu comentário