No início da noite de ontem, 10, militantes, estudantes da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) e integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) tomaram as ruas de Montenegro. Cartazes em mãos, bandeiras vermelhas e megafone, o ato denunciava o golpe de 2016 e o retrocesso instalado no país. Os manifestantes gritavam contra a prisão do ex-presidente Lula e congelamento de investimentos na saúde, educação e segurança e reformas da Previdência e trabalhista. Aproximadamente 100 pessoas seguiram pelas ruas Santos Dumont e Ramiro Barcelos, até chegarem à praça Rui Barbosa. No caminho, olhares curiosos às placas com dizeres “Marielle Presente” e “Lula Livre”.

Deixe seu comentário