Vídeo também foi pensado como forma de substituir os tradicionais cartões de Natal

Em ano marcado pela pandemia, o objetivo é passar mensagem de amor e esperança

Tradicionalmente a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Montenegro promove no final do ano apresentações com os seus alunos como forma de agradecer o apoio da comunidade. Neste ano, pela pandemia, a iniciativa teve de ser adaptada.

A instituição adotou como alternativa a realização de um vídeo que tem como slogan: “Neste Natal, celebre o amor”. Segundo a diretora da Apae Montenegro, Naia Sehn, a mensagem que buscou se passar foi de que com amor é possível vencer qualquer adversidade. “O vídeo teve como objetivo agradecer o apoio das empresas parceiras, poderes públicos e privados, assim como familiares e toda a comunidade que contribui e se solidariza com a instituição”, destaca Naia.

O vídeo foi gravado de forma voluntária pelo produtor Diego Kern e teve como cenário a propriedade do empresário Cassiano Espírito Santo, que cedeu o espaço. A peça reproduz o nascimento de Jesus Cristo, que é representado pelo bebê Gabriel Barragan, uma das crianças atendidas pela Apae na área de estimulação precoce. Já a mãe de Gabriel, Suelen Barragan, representou a Virgem Maria.

O vídeo também foi pensado como uma forma de substituir os cartões de Natal que são distribuídos anualmente pela instituição, dessa forma a peça pode ser distribuída nas redes sociais gratuitamente para qualquer pessoa.

A rotina da Apae Montenegro tem sido diferente este ano por conta da pandemia. A parte pedagógica está funcionando com aulas no sistema de ensino a distância. Para os alunos que não possuem internet em suas casas, os pais têm a opção de ir buscar as atividades duas vezes na semana, quando os professores estão na instituição disponíveis para atendimento. Também têm acontecido visitas periódicas da assistente social nas casas de alunos, com todos os cuidados necessários por conta da pandemia.

Na parte clínica os atendimentos estão acontecendo via telefone. Mas nos casos em que os alunos apresentam depressão ou sobrepeso por conta da pandemia, o atendimento é realizado presencialmente na Apae. Nessas situações, os atendimentos são realizados por psicólogos, psiquiatras e educadores físicos seguindo todos os cuidados e com o uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs).

Outra iniciativa que teve que ser adaptada foi a tradicional distribuição de presentes com a participação do Papai Noel que acontece há vários anos. Como o evento não pode acontecer presencialmente, a alternativa foi trabalhar cartinhas com os alunos com os seus pedidos para o Papai Noel. No total 180 cartinhas escritas foram adotadas pela comunidade e os presentes serão entregues para os alunos.

Deixe seu comentário