Simone Barreto no topo do pódio do Campeonato Brasileiro de Jiu-Jítsu. Foto: arquivo pessoal

Montenegrinos brilharam no campeonato nacional realizado em Barueri-SP

Os lutadores montenegrinos deram show nos tatames de Barueri-SP nos últimos dias e trouxeram medalhas valiosas para casa. No domingo, 15, o jovem Yustos Techeira venceu suas quatro lutas disputadas e conquistou o título brasileiro da federação pela segunda vez. Na última quinta-feira, 12, Simone Barreto se sagrou campeã do Campeonato Brasileiro de Jiu-Jítsu na categoria Máster 1 da faixa branca, no peso pena, ao vencer suas duas lutas.

Ainda no domingo, Lira Techeira, irmã de Yustos, conquistou a medalha de prata da competição, sendo superada por apenas uma vantagem na grande final. O trio da equipe Pinto BJJ fechou a participação dos atletas locais no campeonato nacional. Ao todo, seis lutadores de Montenegro participaram do Brasileiro, trazendo para o Vale do Caí quatro medalhas: duas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Yustos e Lira encerraram a participação montenegrina no Brasileiro de Jiu-Jítsu em grande estilo. Foto: arquivo pessoal

Melhor lutadora do Brasil em sua categoria e líder do ranking nacional, Simone Barreto não deu chances para suas oponentes na última quinta-feira. Nas semifinais, abriu 6 a 0 sobre sua rival e confirmou a vitória com uma finalização. Na grande final, se impôs diante da adversária e conquistou a medalha de ouro com uma grande vitória por 9 a 0, além de uma vantagem. “Esse é meu principal momento, foi a minha maior conquista. Mesmo não sendo uma atleta profissional, ainda, levo em conta toda minha dedicação para chegar onde cheguei”, enaltece a campeã brasileira.

Além do destaque nacional, Simone ocupa a quarta posição no ranking mundial da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF). “Procuro conciliar meu trabalho como nutricionista com a rotina de treinos de jiu-jitsu e preparação física, para alcançar meus objetivos nas competições”, completa.

Os irmãos Yustos e Lira encerraram a participação montenegrina no Brasileiro em grande estilo, com um ouro e uma prata. Em sua estreia no campeonato, Lira disputou duas lutas, vencendo a primeira e disputando a final de igual pra igual, mas o ouro escapou por uma vantagem. “A Lira foi brilhante, administrou bem as lutas e deu o seu melhor. Muito orgulho do desempenho dela, estar no pódio é o sonho de todos os participantes do campeonato”, destaca a mãe Cleusa Kunrath.

Em relação ao bicampeonato nacional conquistado por Yustos, Cleusa exalta o foco e a determinação do filho na competição. “Ele foi sensacional, deu um show de garra, de jiu-jítsu e de determinação. O Yustos foi muito consciente para buscar esse título, não tinha outro plano, somente ser campeão, e assim fez. Foram quatro lutas de arrepiar, adrenalina pura, ele tem uma garra que é única e passa isso para quem está assistindo. A torcida luta junto, isso é incrível”, declara.

Na final, Yustos enfrentou um atleta da Paraíba e não deu chance para o adversário. “Para nós, como pais, é muita emoção. A gente sabe que não é fácil para as crianças, mexe com o psicológico deles. Saber manejar a vitória e a derrota não é nada convencional, poder dar esse apoio a eles é fundamental e gratificante”, conclui Cleusa.

Deixe seu comentário