Paramonte, grupo, paramotor, Montenegro, pilotos, voo
Grupo Paramonte, com quatro pilotos de Montenegro, participou do evento no feriadão Foto: Gustavo Cechinel

Não foi dessa vez. A tentativa dos brasileiros de quebrar o recorde mundial de paramotores voando coordenadamente, obtido pelos argentinos em 2013, não teve sucesso. Em Araçatuba-SP, no último sábado, quatro pilotos de Montenegro estavam inscritos para tentar superar o número de 244 pilotos no ar ao mesmo tempo, mas apenas um dos quatro conseguiu (Cristiano Ramazzini, o Cabelo). Ao todo, cerca de 170 pilotos conseguiram voar coordenadamente, estabelecendo o novo recorde brasileiro.

“Foi uma baita experiência. Nós tentamos, mas a condição estava bem desfavorável ao voo”, relata Gustavo Cechinel, piloto montenegrino que participou da aventura em São Paulo.

Deixe seu comentário