Organização do evento afirma que cerca de 120 ciclistas participaram do passeio

Passeio teve interação entre pais e filhos e arrecadação de itens para instituições

O sábado de sol e calor deste fim de semana fez a alegria nesse Dia dos Pais, em especial para cerca de 120 ciclistas que estiveram em Pareci Novo. Lá, com saída da Rua Coberta Oregino José Francisco, ocorreu a Pedalada Solidária. O intuito principal foi a arrecadação de agasalhos, alimentos não perecíveis, leite, e roupas de cama, entre outros itens, por meio da inscrição. No total, foram arrecadados 150 litros de leite, que serão destinados ao Hospital Montenegro 100% SUS; além de 50kg de alimentos não perecíveis e 100 agasalhos, estes, destinados ao para o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Amor Perfeito, de Pareci Novo. A ação foi promovida por um grupo de ciclistas local com apoio da Câmara Municipal de Vereadores de Pareci Novo, da Liga Gaúcha de Ciclismo e de Rafael Rosa, um dos destaques do ciclismo na região.

O passeio ciclístico tinha três percursos: um de 2km; outro de 12km e o de 42km. Quem pedalou, teve chance de passar por pontos da cidade e estradas rurais. Também como objetivo, em alusão ao dia, a organização pretendia que a pedalada fosse um momento especial entre pais e filhos.

Em um dos percursos, rota passou por estradas rurais e garantiu uma pedalada com belas paisagens

Foi o que ocorreu com Daniel Winck, sua esposa Vera Gehlen e a pequena Martina, de 3 anos, que chamou a atenção desde que chegou no local de partida. O pai da pequena conta que sempre leva a filha junto nas pedaladas, mas, com uma espécie de “carrinho” equipado atrás de sua bike, é recente, cerca de um ano e meio. “Pedalo por aí em eventos também. Quando é algo tranquilo ela vai junto. Ela adora, descansa e até dorme. Várias vezes trouxe até um travesseiro”, conta. Ele, Vera e a pequena realizaram o percurso de 12km. “Queria fazer o de 42km, mas como eu estou há uns três meses sem pedalar, vou devagar”, salienta o paizão.

Solano Sabino e Manuella Sabino, de 11 anos, também aproveitaram a tarde para passar um tempo juntos fazendo o que já estão acostumados a fazer há cerca de cinco anos: pedalando. Para Solano, além de um tempinho a mais com a filha, o evento tem grande importância para a população em saúde e esporte, e ainda gera reflexão sobre a questão ambiental. “É muito bom ter evento assim na cidade. Reúne e incentiva a saúde, a prática do ciclismo também. Além disso, ainda traz a questão de o pessoal ver que dá para deixar o carro em casa no dia a dia e sair de bicicleta, isso motiva a comunidade. Acho muito importante os pais incentivarem os filhos desde cedo a isso”, reflete. Ele e a filha tinham a ideia de realizar o percurso de 2km, mas logo acabaram optando por uma aventura a mais, o de 12km.

Deixe seu comentário